Futebol do Povo

Contra o Tiradentes, ataque do Ceará tem outra chance de superar falta de gols

1279 13

Nos quatro jogos que fez na temporada 2017 o Ceará marcou apenas quatro gols. Dois contra o Maranguape e outros dois na vitória sobre o Guarany de Sobral. Diante de Fortaleza e América-MG o sistema defensivo passou em branco. Destes quatro gols, dois foram marcados por defensores: Rafael Pereira e Lucas (aliás, não é tema do texto, mas estão jogando muito bem). Assim, em quatro partidas os jogadores de ataque anotaram só duas vezes. Um gol de Lelê e outro de Baggio, ambos contra o Maranguape.

A melhora do desempenho ofensivo é, portanto, ponto fundamental para a equipe neste início de fevereiro, tanto no aspecto tático como no técnico. O esquema montado por Gilmar Dal Pozzo ainda não funcionou, especialmente porque os atacantes (ele tem jogado com três, dois abertos pelos lados e um centralizado) estão isolados do meio-campo que, por sua vez, tem se mostrado lento. Para além disso, há pouca variação de posicionamento e jogadas ensaiadas.

Colocando também em análise a capacidade técnica dos atletas de frente, o desempenho preocupa.  Magno Alves dispensa análise técnica, mas tem sido escalado de forma equivocada, de costas para o gol. Não é a dele. Nunca foi.

Rafael Costa, reserva, vive daquelas fases ruins inexplicáveis para quem já tinha dados positivos. Em 2016 ele fez 16 gols pelo alvinegro, mas todos concentrados no primeiro semestre. Lelê nunca foi artilheiro. Em 41 jogos por Ceará e Santa Cruz, em 2016, ele marcou seis gols. Em 2015 foram também seis gols, em 37 partidas. Em 2014, mais uma vez 41 jogos, pelo Oeste, e três tentos. Douglas Baggio também não tem histórico de bom aproveitamento, pelo menos por enquanto. No Luverdense, em 2016, foram dois gols em 30 partidas. Em 2015 e 2014 ele praticamente não atuou no time principal do Flamengo. Alex Amado, que não vejo como atacante, fez dois gols em 33 partidas em 2016. Em 2015, seis gols em 44 jogos.

Contra o Tiradentes, nesta quarta-feira, jogo que vale a liderança isolada da primeira fase do estadual, o ataque do Ceará volta a ter chance de mostrar valor. Temporada está no começo, evidente, mas fica claro que para os objetivos da temporada, a diretoria do Ceará terá que buscar reforços ofensivos de qualidade.

Recomendado para você

13 Comentários

  • Leandro Gonçalves disse:

    Eu não quero mais nem entrar no mérito das intervenções confusas e do esquema tático do técnico que se diz discípulo do Tite ( muitos risos) !

    Mas vamos focar nesse ataque,torcedor alvinegro! Isso é ataque de time? Os números só jogam na nossa cara,de forma dura e vergonhosa o tipo de ataque que o clube tem hoje- ataque de time de várzea…

    Só tiro 2 conclusões:

    1º que estamos ferrados .Seria o cúmulo da vergonha perder (de novo )o manjadinho pro time da C,mas o brasileirão série B é que me preocupa;

    2º que o melhor cargo hoje em Porangabuçu se chama GERENTE DE FUTEBOL ! Tem sido de uma nulidade total !

  • Carlos Cavalcante disse:

    Esse seria o campeonato ideal para um time dito “pequeno” levasse o troféu.

    Campeonato de tiro curto, elencos de Ceará e Fortaleza pobres de qualidade e respectivos técnicos que têm leitura de jogo ruim e não conseguem dar nem um certo padrão tático de jogo, não vou nem entrar no mérito de seus dirigentes para não ficar mais feio.

  • Claudio disse:

    Vamos ver como o Maxi chega aqui. Tem potencial para ser artilheiro, já mostrou isso no Vitória/BA. Não sei se vai dar para esperar o Rafael entrar em boa fase, mas contratar um centroavante goleador não seria má idéia. Esse treinador perdeu toda a moral quando conseguiu perder para o pior time do kurral da história, mesmo com um jogador a menos, era pra ter ganho daquela buchada. Agora a margem de manobra dele está muito menor, entenda como a paciência do torcedor.

  • sofredordovozao disse:

    Eu espero apenas o padrão Vozão de jogo, ou seja, golear e arrasar o adversario !!!

    Apenas o basico mesmo !!!

    Da-lhe Vozao !!!
    Da-lhe Robinson !!!

  • Felipe disse:

    Às vezes nós torcedores, que estamos de longe. conseguimos ver melhor que um técnico, um diretor e um presidente. Um esquema 4-4-3, com atacantes abertos, se torna ineficiente quando ambos os atacantes de lado de campo não possuem qualquer poder de finalização. Alex Amado, Nathan, Baggio e Lelê , juntos, possuem menos gols na carreira que o Rogério Ceni, um goleiro, chega a ser surreal. O presidente Robson pirulito, que é um bom administrador, ma não entende nada de futebol, adora. E o pior, o nosso centroavante, Magno Alves, é improvisado, não sabe jogar de costas, nunca foi a dele. E o reserva imediato, Rafael VCosta, o gordo, não faz um gol a quase 01 ano. É café com leite. As perspectivas para 2017 são as piores possíveis. Aqui vai um dica: ponham Magno Alves aberto por um lado e Maxi, o primo do Messi, aberto pela outra, ambos tem um bom poder de finalização, e tragam um centroavante de verdade. Garanto que o aproveitamento do time vai melhorar bastante. O nosso eterno representante da terceira divisão está trazendo um bom centroavante, o Zé Carlos. Toma vergonha na cara Ceará!

    Pois é, Felipe. O número de gols desses jogadores que vc citou, assim como eu levantei no texto, preocupa. Agora, só se algum deles desandar e começar a fazer gol.
    FG

  • mario ferreira de freitas disse:

    por que é tão dificil, contratar um bom centroavante, por o ceará não traz o zé carlos (zé gol), como é conhecido, por que essa diretoria é tão lerda, não consegue acordar, traz logo o zé gol,
    outra coisa esse gerente de futebol, aonde o robson pirulito encontrou esse cara, será que na nossa terra, não existe alguém com capacidade para o cargo, vamos pensar melhor diretoria, vamos dar oportunidade a nossa gente.

  • Renato Silva disse:

    Vou bater na mesma tecla, já tão enferrujada: Se os cartolas do Alvinegro n investirem em contratações de jogadores de qualidade, o acesso à Elite vai ficar só no sonho. Falo em Série A pq penso q este é o principal objetivo do Vozao na temporada, pois o manjadinho, em termos nacional pouco significa. A contratação de jogadores de qualidade requer investimento e jogador bom n vem de graça, pelo 0800. De graça se adquire (n é contratação) juvenis, lesionados e na inatividade. Então, como o RC só adquire jogador pelo 0800 fica muito difícil montar um time pelo menos razoável. Em termos de contratação, RC continua cometendo os mesmos erros de temporadas, só adquirindo bondes. Um provérbio chinês: estúpidos são aqueles q n aprendem com seus próprios erros. Pelo visto, vai ser mais uma temporada de sofrimento para a Maior do N-Nordeste.

  • Renato Silva disse:

    Em temopo: …mesmos erros de temporadas passadas.

  • Renato Silva disse:

    O problema do Mais Querido n é O treinador, pois o melhor treinador do mundo n transforma o jogador medíocre em jogador de qualidade, um time ruim em uma boa equipe. N se faz omelete sem ovos. O problema da equipe Alvinegra é a falta de jogadores de qualidade. Falta um Bom zagueiro para dá segurança na defesa, falta um bom volante para dá saída da jogada e n ficar na ligação direta, falta um articulador para dá sequência na jogada e colocar o atacante na cara do gol e falta um matador, daqueles q n perdoa.

  • José Gomes de Paula Pessôa Rodrigues disse:

    Repito. Enquanto o Robson de Castro estiver no comando o Ceará não vai a lugar algum. Trazer atletas gratuitamente, ou seja, desprezados pelos clubes de origem, inviável formar uma equipe de nível. Enfim, impossível se montar um time com um mínimo de capacidade técnica sem despender dinheiro. Sem dinheiro não se faz futebol aqui ou em qualquer lugar do mundo.

  • Chico Caucaia disse:

    Rafael, Lele, Amado, Bagio, Felipe, e tantos outros jogadores ruins, de qualidade de time de terceira a quarta divisão, não vai a lugar algum….. deste elenco do ceara atual, tira uns 8 jogadores ….. o restante é pra encher bucha de canhão….. Robson estar quase alcançando o primeiro lugar de pior presidente do Ceara em todos os tempos….. atualmente esta vaga é ocupada por Alexandre Frota, 4 anos no ceara juntamente com o Sacha juca e não ganhamos nada….. somente decepção…. acorda diretoria ….. acorda cearamor…. acorda torcedor alvinegro, estamos indo pro buraco…….

  • Renato Silva disse:

    Adquirir juvenis, lesionados e jogadores na inatividade e tentar convencer a Maior do N-Nordeste q com este tipo de jogadores vai formar um bom time é fazer o torcedor de besta. RC tá de brincadeira. Juvenil ainda é um jogador em formação, n pode ser responsável pela articulação de uma equipe q pretende subir à Elite. Jogadores parados e lesionados n merecem nem comentários. Portanto, já disse, mas repito: Com jogadores desse nível, o Alvinegro fica mais perto é da Terceirona.

  • Renato Silva disse:

    Cláudio, o objetivo do Bianccuci n é marcar gols, pois ele n é Centroavante, até pq sua estatura n dá para tal função. O atleta em comento é um articulador, um meia de criação e, se ele executar esta função a contento, a equipe Alvinegra vai melhorar consideravelmente.

\

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *