Futebol do Povo

A caminho da final do Campeonato Cearense, o Clássico-Rei

1784 17

Ilustração: Carlos Campus, O POVO

Nada de zebras, surpresas ou sustos. Ontem, nas primeiras partidas das semifinais do Campeonato Cearense, Ceará e Fortaleza mostraram porque são favoritos nos confrontos diante de Uniclinic e Floresta, respectivamente. Ambos abriram vantagens relevantes e apenas uma surpresa de proporções estratosféricas não coloca os rivais mais uma vez na final – algo que não ocorre desde 2015 – mantendo a tradição desde 1996, quando um ou outro é campeão estadual, sem dar espaço para qualquer intruso.

No estádio Presidente Vargas, o Alvinegro fez 6 a 0 no Uniclinic. Em que pese seus jogadores pregarem respeito ao adversário e não se considerarem já na final do torneio, não há outro caminho possível diante da necessidade da Águia da Precabura ganhar por sete gols de diferença ou por seis gols e levar a decisão por pênaltis. “Demos um grande passo para a decisão, mas temos que respeitar o adversário como fizemos hoje, jogando para frente, até porque nada melhor do que mostrar respeito ao adversário atuando ofensivamente. No futebol a gente já viu muita coisa então o respeito é fundamental”, avaliou o meio-campista Juninho, autor do primeiro tento. O atacante Arthur foi na mesma linha de pensamento. Autor de dois gols na goleada – agora ele tem 12 na temporada – o jogador elogiou o aproveitamento do Ceará. “Fomos letais nas chances que tivemos. Sobre o outro jogo da semifinal, temos que respeitar. Eles gostam de bola, vão estar motivamos, vão dar trabalho sim”, avaliou.

Na Arena Castelão o Fortaleza precisou de 23 segundos do primeiro tempo para abrir o placar contra o Floresta. O gol de Gustavo não fez a equipe recuar e como gosta Rogério Ceni, a equipe seguiu atuando de forma ofensiva, mas apesar de ter aberto 2 a 0 no placar, desperdiçou uma série de oportunidades, especialmente com Osvaldo e Edinho. Coube mais uma vez ao iluminado Gustavo marcar o terceiro gol e garantir o marcador em 3 a 1, podendo agora o Tricolor até perder por um gol de diferença para avançar até a finalíssima, um cenário muito confortável, mas que não anima muito o artilheiro do Brasil com 15 gols. “Não tem nada definido. No jogo da volta temos que estar concentrados para não errar. Temos que colocar a bola no chão, envolver a equipe deles e evitar tomar um gol logo de cara”, alertou Gustagol. Já Bruno Ocara, destaque do Floresta, não desanimou. “Dá pra buscar esse resultado sim, não tem nada perdido, vamos trabalhar durante a semana até porque já mostramos neste torneio que temos condições”, sentenciou.

Fortaleza e Floresta voltam a se encontrar no domingo que vem, 01 de abril, às 16 horas, no Domingão, em Horizonte. No mesmo dia, às 19 horas, é a vez do reencontro entre Ceará e Uniclinic, na Arena Castelão. Destes jogos saem os finalistas

17 Comentários

  • Sérgio Filho disse:

    Graziani, por gentileza, ajude seu fiel leitor.

    Caso Ceará e Fortaleza avancem à final vencendo os dois jogos da semi-final, totalizando, assim, 6 pontos no total. Na final, entra com vantagem quem fez o maior saldo de gols ou a pontuação geral da competição?

    Grato pela atenção!

    • André Almeida disse:

      Opa, Sérgio, tudo bem?

      Tomei a liberdade de lhe responder para esclarecer: caso haja o que você citou, entra com vantagem quem fez o maior saldo de gols nas semifinais. Caso dê empate, leva-se em consideração a pontuação geral da competição.

      É uma fórmula esquisita considerar a campanha das semifinais como critério primordial, mas é o regulamento.
      Abraço.

  • Carlos disse:

    Se o Uniclinic ganhar por seis gols, o Ceará se classifica. O regulamento não prevê decisão por pênaltis.

  • Alvinegro da Elite disse:

    A Final será Ceará 1×0 Fortaleza. Mas se o Ialey estivesse em campo seria mais fácil.
    O melhor jogador cearense dos últimos 20 ano foi Iarley.
    Clubes que jogou – Real Madrid B (Espanha), Ceuta B (Espanha), Melila (Espanha), Ceará, Paysandu, Internacional, Goiás, Corinthians.
    Campeão – Ceará:Cearense 2002, 2011. Boca Juniors: Torneio Apertura 2003 Copa Intercontinental 2003. Internacional: Taça Libertadores da América 2006,
    Copa do Mundo de Clubes da FIFA 2006, Recopa Sul-Americana 2007, Copa Dubai 2008,
    Campeonato Gaúcho 2008. Goiás: Campeonato Goiano, 2009, 2012 Campeonato Brasileiro de Futebol – Série B 2012. Paysandu: Campeonato Paraense: 2013.
    Prêmios – Internacional Prêmio Craque do Brasileirão: 2006 (Troféu de Bronze) (Atacante) Prêmio Craque do Campeonato Mundial de Clubes da FIFA: 2006 (Bola de Prata)
    Goiás Prêmio Craque do Brasileirão: 2009 (Troféu de Bronze) (Segundo Atacante). Seleção do Campeonato Goiano 2012. Além de jogar nesses grandes clubes, ele foi campeão e ídolo. Muitos cronistas amestrados não reconhecem isso. Qual jogador cearense conseguiu toda essa façanha? Nunca vi o Iarley pessoalmente, mas contra fatos não há argumentos.

  • TERCEIRA NEM EM SONHO disse:

    Decisão por pênaltis, tá maluco? Onde tem isso no regulamento? O Ceará joga por dois resultados iguais.

  • Leandro Gonçalves disse:

    Gustavo e Arthur realmente estão cheirando a gol. Impressionante. Se o Arthur estivesse sendo titular desde o início da temporada os números dele seriam bem melhores,não tenho dúvidas…

    Pra mim a final vai ser mesmo com classico-rei.E que bom ! Um cala-te boca final pro técnico mais chorão,mimizento e fanfarrão da temporada até o momento,será maravilhoso…! Que venha logo essa final…

  • Carlos disse:

    Decisão por penálti? tem certeza que leu o regulamento ?

  • João Ximenes disse:

    O que GUSTAVO e o OCARA quiseram de dizer de fato foi o seguinte:

    GUSTAVO: “Não tem nada definido. No jogo da volta temos que estar concentrados para não errar. Temos que colocar a bola no chão, envolver a equipe deles e evitar tomar um gol logo de cara… CLARO, que antes de tudo isso, o professor precisa marcar uns 3 treinos naquele “estádio” pra evitar ficar dando DESCULPAS ESFARRAPADAS, mas antes de tudo, tem de pedir ao prefeito que passe a maquina de fazer estrada(cateppilar) naquele solo horroroso”

    OCARA: “Dá pra buscar esse resultado sim, não tem nada perdido, vamos… “BUTAR” alguém no portão do Domingão que é pra IMPEDIR que eles treinem no campo, e/ou arranjar uma viagem pro prefeito, antes que alguém procure por ele na prefeitura e venham pedir o conserto do piso do campo de jogo. O campo tem de ser aquele e pronto final”.

    REALMENTE – depois da vantagem conseguida pelos dois -, imaginar uma final que não seja LEÃO DE AÇO X Eles LÁ(os daqui) seria total DESCRENÇA na “capacidade técnica individual” das duas equipes e/ou ACREDITAR que o futebol depois dos 1 X 7 não tem mais cura.

    CENI precisa DESCOBRIR o que diabos acontece com a equipe que, como alguns jogadores que temos só consegue jogar um tempo.
    INCRÍVEL !

    Pra MIM, equipe nenhuma recua porque quer.
    O que não dá pra ACEITAR é que uma equipe, seja ela qual for, ACEITE pressão por parte do adversário por uma NECESSIDADE de correr atrás, mantem a mesma equipe que PRESSIONOU, mandou no jogo um tempo inteiro, não ter poder de REAÇÃO quando pressionada.
    Uma equipe que entra num jogo da forma que LEÃO DE AÇO entrou: linha de zaga(4); 2 volantes: e + 3 jogadores rápidos e flutuadores no meio pra contra-atacar(Natel, Edinho, Oswaldo); com apoio total dos laterais; e + um fixo na área(Gustavo), não pode sofrer pra contra-atacar nem a pau.
    Vão morrer doidos e não vão “butar” na minha “cachola” que isso é normal numa partida de futebol.
    LEÃO DE AÇO, em todos os jogos sofre com isso, e já tô cansado de ouvir que a culpa disso é por conta do preparo físico da equipe, que isso ME recuso a aceitar.

    CENI tem de chamar pra conversa pé de orelha todas as “comissões” existentes no Clube: técnica, física, financeira, conselho deliberativo, presidente, “butar” um baralho e o escambau… MAS PRECISAM DETECTAR O QUE DIABOS É QUE ACONTECE.

    LENGA-LENGA a parte, FUTEBOL se ganha é dentro do campo de jogo; LEÃO DE AÇO necessita, e vai ter de fazer um jogo diferenciado domingo no Domingão, trabalhando bem a bola e a vantagem conseguida que vale um 2019 menos sofrível que o 2018 e “se” descobrirem até lá o que diabos acontece com a equipe em determinado tempo de jogo, que ponham em prático logo, pois Bzona tá na porta, e PRECISAMOS de uma equipe CONFIÁVEL pro que vem pela frente.
    SÓ COM “MIGUÉ” NÃO VAMOS CHEGAR A CANTO NENHUM.

    Quanto a grande final, bom…
    LEÃO DE AÇO “pode” até levar 1 que ainda assim leva, enquanto que Eles LÁ(os daqui), se alguém imaginar que apanham de 7 daquele Uniclinic… PODE DEIXAR a profissão em que trabalha e apostar todas as fichas no ADIVINHO, que tenho certeza de fome não morre.

    É preparar logo a torcida que desta vez… A MUDA FALA !

  • Alípio Martins disse:

    Esse termo de dois resultados iguais gera uma dúvida. Creio que o mais adequado seria vantagem do empate no resultado agregado.

  • Gabriel Almeida disse:

    Nos primeiros jogos das semifinais do Campeonato Cearense, com pouquissimos ônibus rodando por causa dos atentados, o jogo do Leão lá no CasteLEÃO teve um público de quase 12 mil torcedores, enquanto o jogo do canal, bem aqui no PV teve um público de 3 mil presidiários. Ainda querem dizer que têm torcida igual ou maior que a do Tricolor de Aço do Pici.
    São louquetes as vovozetes!
    SAUDAÇÕES TRICOLORES!

  • Kalil disse:

    DEIXANDO A FEDENTINA DO CANAL DE LADO.
    O LEÃO DE AÇO jogou bem, mas continua o ataque perdendo gols bestamente, parecendo um ataque de ceguinhos. Enquanto lá no gol o Boeck continua tomando gol fácil.
    E lá no Pvezinho de açúcar a torcidinha que compareceu pôde presenciar a festinha do pós-jogo prá todos os convidados: os jogadores do canal, os jogadores do uniclinic e a arbitragem. Tudo numa boa.
    Saudações Tricolores!

  • FABIANO disse:

    GRAZIANI, VOCÊ VÊ O GRAU DE INJÚRIA E INVEJA DO PESSOAL DO CANAL PELOS COMENTÁRIOS DELES. COISA HORROROSA!
    PRÁ COMEÇAR, O PÚBLICO DO JOGO DO LEÃO (sem ônibus) FOI QUASE QUATRO VEZES O PÚBLICO DO JOGO DO CANAL.
    OLHA QUE O REI LEÃO JOGOU NO CASTELEÃO!
    SAUDAÇÃO!

  • PENTA, SÓ DE VERDADE! disse:

    O Leão do Pici jogou muito para poucos gols. Poderia ter feito bem mais gols e ter deixado uma vantagem ainda maior. Mas o Osvaldo e o Edinho não sabem fazer gols. Até o Gustagol perdeu 3 gols feitos de cabeça.
    Seria mais um trabalho daqueles feito lacolá?
    Sei não, gol e dinheiro nunca são demais.
    PENTA SÓ DE VERDADE!

  • Valterlan disse:

    Fortaleza cria muitas oportunidades e desperdiça, isso sempre faz falta no final do jogo

  • Delano disse:

    Com base nos resultados acho muito difícil não ter clássico rei na final e que vença o melhor.

  • Francisco disse:

    O que que a diretoria ta esperando pra renovar com o Arthur? Acorda Robão!!!

  • Robson disse:

    Em que pese a vantagem adquirida pelo Fortaleza EC nesse primeiro jogo, há um fator de preocupação na atuação tricolor: o time parece que decai drasticamente de desempenho no segundo tempo do jogo. Não é exagero afirmar que o primeiro tempo poderia ter terminado com um placar de 4 a 0 para o tricolor de aço, porém, a péssima pontaria dos atacantes do tricolor-sobretudo do Edinho-, impossibilitaram tal realidade.

    O inadmissível é o desempenho demonstrado nos 30 minutos iniciais do segundo tempo. A equipe abdicou de jogar e limitou-se a ver o crescimento do Floresta. O gol do time da Vila Manoel Sátiro poderia dar ares de dramaticidade ainda maiores ao jogo da volta. O terceiro gol tricolor não pode esconder o fato de que a possibilidade de complicar uma classificação relativamente simples ainda existia.

    Aliás, Ceni está certo ao afirmar que nada está definido, só esqueceu de dizer que a parada só resta em aberto graças a incompetência de Osvaldo, Edinho e Natel em finalizar com perfeição ao gol.

    Se pelos lados de um kanal insalubre e pútrido da 5ª maior capital brasileira a disputa está decidida, a peleja tricolor está longe do fim. Nosso Fortaleza EC vai ter que suar muito pra se classificar à final.

    Saudações Tricolores !

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte − 18 =