iMãe

5 dicas para aproveitar a visita ao museu com crianças

Oi, gente!
Estou muito feliz de colaborar com o blog da Carol que desde que Bento nasceu (no outro dia!) foi uma super conselheira e amiga, me socorreu em vários momentos que um dia conto aqui.

Bom, hoje vou falar de crianças e museus, de como é essa relação para nossa família. Lembro que é uma experiência pessoal e não sou especialista, o objetivo é apenas dar dicas.

CCBB Rio de Janeiro

 

No Rio temos muitas opções de museus e exposições, e tanto eu como meu marido gostamos e frequentamos muitos. Acho um dos melhores programas e desde dois meses Bento acompanha a programação.

Quanto mais ele cresce, mais difícil da gente aproveitar (ele corre, ele grita, ele comenta, ele…) e então fazemos assim: uma vez vamos com ele e depois vamos só nós dois, com calma, geralmente enquanto ele está na escola e temos um tempo livre. No começo ele ficava no carrinho e a gente ficava mostrando para ele, comentando, mesmo que parecesse que ele estava voando e não entendendo nada.

A partir de 1 ano e  naquela fase que ele não queria ficar no carrinho, a gente deixava ele solto, com cuidado para não tocar nas obras que não podiam ser tocadas. A partir deste momento, privilegiamos exposições e museus que sejam interativos ou que ele tenha algum interesse (como dinossauros no Museu Nacional).

O interessante é que ele hoje já curte (claro que no tempo dele), já sabe e fica feliz quando vamos a um museu e quando encontra em casa um folder ou postal de alguma exposição fala: -Mamãe você sabia que isso é arte?

-Deixa eu ver a arte!

Eu acho importante para quem gosta iniciar os filhos desde pequenos, pois depois fica difícil, quando tudo que eles querem é ficar no computador.

Exposição Yayoi Kusama CCBB aos 2 anos

Exposição Yayoi Kusama CCBB (Bento aos 2 anos).

Museu do Ouro de Cartagena

Museu do Ouro de Cartagena (Colômbia).

Museu Militar Bogotá

Museu Militar de Bogotá

MAR (Museu de Arte do Rio)

MAR (Museu de Arte do Rio)

Algumas dicas:

– Deixe ele (a) livre para que explorar o ambiente na medida do possível;

– Quanto mais cedo melhor (na minha opinião);

– Respeite o tempo da criança, elas se cansam rápido;

– Comece com exposições ou temas que possam atrair a atenção da criança;

– A criança só vai gostar se a família gostar, não adianta ser algo forçado.

Aproveitem!

rio de janeiro com criançasSou gestora cultural e atualmente dirijo o Memorial Getúlio Vargas no Rio. Mãe do Bento, um carioquinha de 2 anos e 9 meses. Estou no Rio há 6 anos, em Santa Teresa, um bairro que amamos, com cara de cidade de interior, onde as pessoas se conhecem e se cumprimentam. Lilian Lustosa

 

♥  ♥  ♥

iMãe nas redes sociais:
Facebook: facebook.com/imaeblog
Instagram: @blogimae
Twitter: @imamaeblog
Pinterest: www.pinterest.com/imaeblog

Recomendado para você

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *