Blog do Jocélio Leal

Rabelo: onda de boatos e reestruturação

434 1

Lojas funcionaram normalmente fora do Centro

Fortaleza – A rede de lojas de eletrodomésticos Rabelo enfrentou uma onda de boatos hoje, quinta-feira (27), dando conta de sua suposta falência. Pelas redes sociais, circularam fotos de filiais com as portas cerradas. Mas a empresa diz que na verdade houve protestos realizados pelo Sindicato dos Comerciários nas lojas do Centro da Cidade.

Em nota enviada ao Blog esta tarde, a Rabelo diz que o fechamento das portas das lojas por poucos minutos. “Não decorre de qualquer reestruturação, planejamento ou de processo ou procedimento falimentar”.

Protestos houve no Centro. Segundo a Rabelo, promovidos pelo Sindicato dos Comerciários

Segundo a Rabelo, o fechamento foi causado “tão somente de uma ação orquestrada por alguns dirigentes sindicais que, por infortúnio, instigados pela paralisação geral nacional agendada para o dia 28/04/2017, incitaram funcionários a praticarem lamentáveis atos ilícitos”.

Prossegue: “Todas as medidas jurídicas já estão sendo adotadas para responsabilização dos agentes causadores deste transtorno”.

Na nota, a Rabelo comenta que o momento financeiro do País, com redução da atividade econômica, afetou todo o setor de móveis e eletrodomésticos. “Houve a necessidade de todas as empresas do ramo adotarem medidas estratégicas para reestruturação dos negócios”.

JOÃO RABELO FALA

O Blog conversou com o presidente da Rabelo, João Rabelo, agora há pouco. Ele disse que pretende manter a rede com cerca de 80 lojas – hoje são 82, após o fechamento de 30. O foco será o Ceará, mas com filiais em Teresina (PI) e Natal (RN). A rede vai sair de Petrolina (PE), deixou o Maranhão e vai mudar de área dentro do Shopping Midway, em Natal (RN), segundo João.

O Blog tentou contato com o Sindicato dos Comerciários por oito vezes às 16h40min pelo número fixo da entidade. Todas as ligações chamaram até cair.

 

Recomendado para você

1 comentário

  • Géssica Maria de Sousa Nascimento disse:

    Esse cara ai, JOÃO RABELO não tem um minimo de compaixão, aos mais de 400 funcionários que ele deixou de pagar!!!!! a dois anos meu pai um trabalhador descente, nunca faltou um dia de trabalho foi demitido como um “zé ninguém” e hoje ele chora por tudo que fez pela RABELO e tratamento que ele teve, como qualquer outro trabalhador meu pai foi enganado, e isso se arrasta a passos de tartaruga esse processo, de paga ou não paga??? desempregado, triste pelo o que aconteceu, meu pai mantém a rotina que ele tinha todos os dias, quando ia trabalhar, acorda todas ás manhãs 04:30 faz seu chá de camomila sua tapioca com manteiga, e pronto seus dias logo se encerram quando vai dormir. Gente peço muito a DEUS que todos os trabalhadores possam ter seus bens recuperados, que possam também ter de volta sua dignidade e seus direitos trabalhistas recuperados. Grata pelo espaço concedido.

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *