Blog do Jocélio Leal

Um passeio pelo calçadão da Beira Mar de Fortaleza

2863 15

Calçadão da Beira Mar de Fortaleza na noite desta quarta-feira (Fotos: Jocélio Leal)

Fortaleza – Ou eu sou chato ou a Prefeitura de Fortaleza e o Governo do Estado não dão ao calçadão da Beira Mar a devida atenção. Da minha parte, é verdade. De férias em Fortaleza então…fico me deparando com os problemas.

Em caminhada da rua Barão de Aracati, no Aterro da Praia de Iracema, até às quadras em frente ao Jardim Japonês, nenhum sinal de policiamento a pé. Era começo da noite, pouco depois das 18 horas.

A menos que os PMs estejam trabalhando de modo reservado. Tipo: disfarçados de vendedores de pacotes turísticos ou bugigangas em geral. Estes estão por toda parte.

A feirinha, outrora cingida ao espaço destinado a ela, ao lado daquele monumento ao Interceptor Oceânico, do genial Sérvulo Esmeraldo, ocupa também o passeio.

Há araras nos dois lados da calçada. Expõem roupas diversas, no melhor estilo velha José Avelino ou Buraco da Gia, ali ao lado da…Prefeitura.

Casa do Turista fica em frente ao Náutico Atlético Cearense

O Blog foi até a chamada Casa do Turista, estrutura de madeira que seria um posto policial. Exibe a marca de Governo e Prefeitura, além do selo Ceará Pacífico, o programa de segurança do Governo Camilo. Mais uma vez: os policiais estavam lá dentro, sob o ar condicionado. Fora, nenhum PM visível.

Um helicóptero da Polícia faz um sobrevoo sobre o mar. No agora ano passado, o Governo comprou mais dois. Custaram R$ 40 milhões. São do modelo Deutschland H135 Helionix, da Airbus.

A Beira Mar tem 3km de extensão entre a avenida Rui Barbosa (ali no Boteco Praia) até o Mercado dos Peixes, no Mucuripe. Difícil um turista na Cidade não ir lá. Todo mundo sabe tratar-se de uma jóia da coroa, blá, blá, blá…É a Copacabana de Fortaleza. Portanto, merecia tratamento à altura.

Edição é tudo. Há uma Fortaleza linda ao cair da tarde. Ela aparece na vida que pulsa no Aterro. Nela há gente fazendo meditação, ioga, slackline, futebol, vôlei e natação.

Ela brilha olhando a partir do continente para o mar, dos três espigões e da Ponte dos Ingleses (Ops! esta segue fechada).

Bem, chego a um restaurante, sou atendido, mas depois os garçons seguem naquele plano secreto de não olhar para a mesa. Não querem saber se está tudo bem e se o cliente deseja algo. Estas perguntas básicas.

Pedi a conta.

Recomendado para você

15 Comentários

  • Rosa disse:

    Só para.acrescentar quinta feira depois do Natal estava eu sentada num dos bancos com uma.amiga próxima ao Boteco da praia quando dois moradores de rua começaram a discutir e um.deles ameaçou jogar uma faca de cozinha em outro que se escondeu atrás de nós…..o susto foi enorme ….. e não tinha um policial para averiguação….. muito triste nossa beira mar

  • FCO Ewagner de Oliveira disse:

    Pura verdade, à beira mar está abandonada , os empresários da José Avelino invadiram o calçadão agente não pode nem andar e não se ver um policial e suja , o que mídia mostra não é realidade.

  • Jorgelito Oliveira disse:

    Definitivamente a beira mar é para mim uma lástima. A sujeira por trás das barracas da feirinha e o cheiro de urina é insuportável. Fora o mar e o por do sol, o restante lembra uma grande feira, com gente que transita diariamente e está acostumada com a desorganização, sujeira e perigo de ser assaltado. Definitivamente o espaço está feio, lotado e sujo.

  • Ronald Pedrosa disse:

    Realmente è uma pena…usar o calcadao da BM so pela manha …. a partir das 16 hs è inviavel

  • Rosy Alves disse:

    Moro no Mucuripe desde de que nasci, conheço a beira mar de uma ponta a outra sempre sempre teve problemas de falta de segurança por alguns momentos a polícia passa ou aparece mas só por alguns momentos depois simplesmente somem, o calçadão sempre foi esquecido de uma obra aqui acolá depois elas param no caminho, e antes de que terminam a outra parte da reforma já se foi, quanto aos feirantes nunca vi tanta ambulante como nesse período por lá, (deve ser a crise com certeza) mas você vê que a prefeitura sequer aparece para por ordem no lugar (deixar mais bonitinho né) já que a nossa cidade é extremamente turística e o calçadão é lógico o lugar mais escolhido para visitar. Espero que mudanças aconteçam, espero.

  • Pedro disse:

    Imagine a periferia? Imaginou? É pior, pode ter certeza!

  • Rovaldo Pereira disse:

    em 10/08 se iniciou a obra de revitalização da beira mar deste barracas do pescador até a barão Aracati com prazo de 2 anos pra final das obras, dentro do projeto será aumentado faixa de areia e o calçadão com a padronização de todas as barracas na areia e na feirinha.

  • Ricardo Canto disse:

    Vou além: me pergunto o que um turista vem fazer aqui em Fortaleza?! Nossa cidade virou um lixão!

  • Maralice Holanda disse:

    Só faltou mencionar com mais ênfase a perturbação de não poder caminhar sem ser abordado por dezenas de vendedores de passeios, restaurantes, shows de humor, etc.
    No mais, sua colocação foi perfeita!

  • Jocélio, isso em seus comentários (muito oportuno e correto) é apenas uma parte das mazelas verificadas em quase todo o trecho da Av. Beira Mar (que vai do Ideal Clube – imediações do Boteco Praia, até a Pracinha da Estátua de Iracema, para não ir mais longe), o horário de pico por lá, vai das 19:00 até as 22:00, o comércio ambulante desenfreado, desordenado , desequilibrado, avassalador, importunador, um verdadeiro borborinho fervilhando, não sobra espaço para os transeuntes, não existe fiscalização (eles, os administradores incapazes, dizem temer a perca de votos), se tentarem organizar essa área de maior influência turística de Fortaleza. Todos os frequentadores reclamam e xingam demasiadamente. é uma vergonha. um Deus nos acuda.

  • Luciana disse:

    Estive em abril passado em Fortaleza e realmente é triste de ver, não tem policiamento na Beira Mar! Cheio de ambulantes por todos os lados e pedintes! Evitei dar longos passeios por lá! Vou todo ano a Fortaleza, pois adoro essa cidade, mas realmente falta mais segurança e cuidado com essa linda cidade!

  • Neli disse:

    Concordo plenamente. E ainda te digo que foste suave nas palavras. A avenida Beira mar mais parece uma favela das piores. Briga de moradores de rua, venda e consumo de de drogas a todo momento. Muito triste ver um calçadão tão sujo e abandonado. O poder público nada faz. Segurança zero. Finalmente uma área fétida e suja.

  • Henrique Freitas disse:

    Há anos que não ponho os pés na Beira-Mar de Fortaleza. Perdeu quase toda a atratividade pra mim. Flanelinhas (arrogantes e ameaçadores) em demasia para extorquir quem segue pra lá em veículo próprio, comércio informal sem qualquer tipo de organização, descuidistas de toda ordem a espreitar os menos cuidadosos, espaço cada vez mais restrito aos pedestres, comércio local praticando preços indecentes de tão caros… Enfim, programa pra turista mesmo, que assimila muita coisa, vez que está apenas de passagem e tudo é festa.

  • Mário Miranda de Albuquerque disse:

    Nenhuma fiscalização sobre circulação de bicicletas sobre o calçadão, pondo em perigo a integridade física principalmente de crianças e idosos

  • Murilo disse:

    Uma chatice ficar cobrando da prefeitura atenção ao calçadão da Beira Mar. É um dos espaços mais atendidos pela administração municipal. Quantas obras já foram feitas nesse espaço pelos últimos prefeitos? Quantos eventos são patrocinados pelo Município na área? O que seria a atenção devida, disciplinar a área prioritariamente em relação a toda uma cidade indisciplinada? Chatice.

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *