Layout

101º Macaco despede-se do mercado cearense

Nesta terça-feira, 14 de fevereiro, o mercado cearense recebeu a notícia do encerramento das atividades da agência 101º Macaco.

O diretor da agência, Andrey Ohama, publicou um texto de despedida, que segue reproduzido abaixo.

Um lamento para o mercado e desejo de sucesso para os profissionais que fizeram parte da macacada.

 

“Caros amigos,

Foi uma aventura e tanto! A 101 macaco foi para mim um lampejo de luz nesse mercado obscurecido por essa prática da ‘farinha pouca, meu pirão primeiro’.

Encerraremos o ciclo no ano em completamos exatos dez anos.

Nesse tempo, fizemos coisas sensacionais, quebramos paradigmas, arriscamos algo novo no momento em que o velho formato era insistente, ousamos, inovamos e colecionamos grandes cases, para grandes marcas.

Fomos os primeiros a perceber grandes possibilidades nas novas tecnologias por aqui.

Nosso histórico foi de grandes feitos, grandes realizações e felicidade compartilhada com quase todos que aqui viveram esses momentos incríveis.

Tivemos mais que clientes, fizemos amigos reais. Saibam que podem contar conosco para uma transição tranquila e suave.

Também os nossos fornecedores foram mais que parceiros e com eles queremos nos abraçar para a finalização e o cumprimento de todas as pendências e responsabilidades.

É fato que esbarramos na tal crise econômica, muito mais doloroso foi esbarrar na crise moral que parece querer contaminar a tudo e a todos.

Esbarramos nas novas práticas de remuneração, esbarramos nas novas formas de relacionamento Cliente X Agência, esbarramos nos argumentos dos ‘novos tempos’ e na pindaíba generalizada, na falta de ética e de respeito crescentes, localizadas aqui e ali.

Nessa nova ordem não queremos ser os mais ‘espertos’, é importante perceber quando a energia se esvai e os ciclos se encerram.

O produto da publicidade passou a ser tratado como commodities! E isso atinge a toda a cadeia produtiva: produtoras de áudio/vídeo, fotógrafos, modelos, técnicos, fornecedores, etc. Sofrem os bons! Percebem onde isso vai dar? (Onde já deu?)

Penso que o momento seja o de uma reflexão profunda para as agências sobre as suas atribuições e responsabilidades diante desse processo depredatório.

Tomara a 101 Macaco seja percebida como um exemplo, uma semente plantada. Tomara que todos os que incorporaram o seu espírito carreguem dentro de si o seu legado.

Deixo aqui o meu muito obrigado!
Nos vemos em outras paradas.

Andrey Ohama”

Recomendado para você

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *