Leituras da Bel

Projeto de biblioteca comunitária na Comunidade das Quadras arrecada doações

Foto: Evilázio Bezerra/O POVO

Foto: Evilázio Bezerra/O POVO

Por João Gabriel Tréz (ESPECIAL PARA O POVO/joaoabreu@opovo.com.br)

O Conjunto São Vicente de Paulo, conhecido como Comunidade das Quadras, na Aldeota, é cercado por importantes vias de circulação da Cidade – Beni Carvalho, Virgílio Távora, Vicente Leite e General Tertuliano Potiguara. Quem passa nesse entorno tão movimentado, nem sempre atenta para o pequeno mundo envolto naquele quadrilátero, por onde serpenteiam milhares de pessoas que vivem ali, nas pequenas rua Cecília, rua Santa Inês e rua da Felicidade, por exemplo.

Foi justo pela rua da Felicidade, que a reportagem do Leituras da Bel entrou na comunidade para visitar o embrião da Biblioteca Comunitária Jornalista Neno Cavalcante, projeto pensado e nomeado por Ronaldo Salgado, professor do Curso de Jornalismo da Universidade Federal do Ceará (UFC). Nascido no Crato, Ronaldo vive numa casa próxima à comunidade há 44 anos e, há 42, convive afetuosamente com os moradores de lá. A relação, que começou com o futebol que jogava na juventude e com as idas aos botecos das redondezas, ainda hoje frequentados por ele, chega a um momento no qual o professor deseja “contribuir incisivamente” no acesso dos moradores à cultura, ao lazer e à literatura.

Após a morte do amigo-irmão Neno Cavalcante, o professor uniu essa vontade de contribuir com a comunidade com a possibilidade de homenagear a memória do jornalista, que também era frequentador assíduo do conjunto. Ao convidar, através do Facebook, os amigos a doarem livros para a formação do acervo que culminará na biblioteca comunitária, Ronaldo se deparou com uma resposta “extremamente rápida e amorosa”. Além dos livros, estão sendo aceitos CDs, DVDs e revistas. “A ideia é, a partir dessa ‘célula’, promover outras atividades nos campos da arte e da cultura. Fazer da biblioteca um equipamento cultural que venha, potencialmente, dar mais condições de emancipação aos moradores”, projeta.

A intenção parece estar surtindo efeito. Além das doações, a movimentação nas redes sociais já garantiu o planejamento de uma série de oficinas relacionadas à biblioteca. “Alguns professores do curso de Biblioteconomia se prontificaram a formar bibliotecários comunitários. Através do professor Tadeu Feitosa, oficinas de preparação serão ofertadas, para que a própria comunidade possa gerir administrativamente e logisticamente a biblioteca”, diz. Estão sendo planejadas também oficinas de histórias em quadrinhos e fotografia.

Para Cristian Silva, presidente da Associação de Moradores do Conjunto São Vicente de Paulo, a promoção de atividades envolvendo os residentes da comunidade gera impacto positivo. “Víamos a comunidade muito parada. Resolvemos promover oficinas para atrair, por exemplo, as mães e as idosas, que agora têm aulas de zumba, yoga e muay thai”, enumera. A iniciativa da biblioteca, para ele, também tem potencial de mexer com a comunidade. “Tenho certeza de que ela vai ser um centro muito forte. Vamos tentar criar condições para concretizar o projeto e atrair as crianças e os jovens para a leitura”.

Provisoriamente guardados no centro comunitário, os livros devem passar por um processo amador de organização para que os moradores já possam ter acesso ao acervo dentro de um mês, ainda na sede do centro. Para o futuro, o objetivo é que a biblioteca funcione em uma sede própria.

“A minha provocação é no sentido de tentar convencer pessoas de grupos empresariais a comprarem uma casa, reformarem-na, e darem condições para que, além da biblioteca, exista um escritório com computadores e acesso a Internet para que as pessoas possam fazer pesquisas”, adianta Ronaldo, que se põe disponível para possíveis reuniões com empresários. “Essa contribuição, no futuro, vai ter resultados muito visíveis em termos de mudança de vida de uma parcela significativa da Comunidade das Quadras”, finaliza.

Doações para a Biblioteca Comunitária Jornalista Neno Cavalcante
São aceitos livros, revistas, CDs e DVDs. Doações podem ser feitas na Associação dos Moradores do Conjunto São Vicente de Paulo ou ao professor Ronaldo Salgado no Centro de Humanidades II da UFC (Avenida da Universidade, 2762- Benfica)

Recomendado para você

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *