Leituras da Bel

A nova história de Bia

Bia Freitas (Foto: Diego Camelo /Especial para O POVO)

Bia Freitas (Foto: Diego Camelo /Especial para O POVO)

O primeiro livro que Beatriz Freitas lembra de ter lido sozinha foi O Menino Maluquinho, de Ziraldo. Durante dias, ficou entusiasmada por ter conseguido devorar uma publicação com mais de cem páginas. Depois, passaram pelas mãos (e pelas estantes) de Bia, como é conhecida, livros como O Doador de Memórias e Cidades de Papel.

De tanto prazer pela leitura, a adolescente resolveu passar para a outra ponta. E, de leitora, transformou-se em escritora de sagas. Neste sábado, 12, ela lança o segundo volume de Equivalências. O primeiro livro foi lançado em 2015, quando Bia tinha recém-completados 14 anos.

Agora, aos 15, ela acredita estar se moldando como escritora. “Aprendi a juntar melhor as palavras, eu acho, mas as minhas histórias continuam as mesmas de antes, só contadas de outro jeito”, explica. Em Equivalências vemos a protagonista, Neli, tentando lidar com situações comuns do cotidiano.

De repente, ela conhece uma nova realidade, que começa a colidir com o mundo real. A nova publicação, chamada Equivalências – a porta entre os mundos, apresenta a continuação das aventuras da jovem personagem.

“Sempre tenho ideias para histórias. Não sei explicar. Eu realmente amo criar histórias! Estou sempre pensando em alguma coisa, ou planejando alguma história. Espero escrever quantos livros eu puder. Não sei quantos, mas espero que muitos, e espero que possa fazer isso pelo resto da minha vida. Essa foi uma das certezas que eu tive desde pequena”, sinaliza Beatriz.

Serviço
Lançamento de Equivalências – a porta entre os mundos
Beatriz Freitas
Premius Editora
Quando: sábado, 12, às 19h30min
Onde: Livraria Leitura do Shopping RioMar (Rua Des. Lauro Nogueira, 1500 – Papicu)

Recomendado para você

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *