Plínio Bortolotti

Supremo no YouTube

O STJ [Supremo Tribunal Federal e o Conselho] e o CNJ [Conselho Nacional de Justiça] firmaram parceria com o Google para incluir conteúdo no YouTube. O acordo foi feito entre Gilmar Mendes [presidente do STF], Alexandre Hohagen [diretor-geral do Google para a América Latina] e Ivo da Motta Azevedo Corrêa [diretor-geral do Google para a América Latina]. Serão utilizadas ferramentas tecnológicas desenvolvidas pelo Google para melhorar a comunicação entre o STF e o CNJ. Uma das propostas é a criação de um canal do YouTube para as duas instituições. Segundo o Notícias do STF, o objetivo é permitir o acesso a vídeos dos julgamentos pela Internet em qualquer lugar e a qualquer momento.
Quem é que vai negar agora a assertiva do ministro Joaquim Barbosa que Gilmar Mendes gosta de estar na mídia. : )

Recomendado para você

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *