Plínio Bortolotti

Praça do Ferreira ocupada

158 1

De um lado, motos; do outro carro: tudo na maior cara-dura em cima da faixa de travessia de pedestres

Hiran Brasil, colaborador deste blog, manda algumas fotos da Praça do Ferreira, lugar que deveria ser exclusivo para pedestres, para o descanso, para a contemplação, mas que está tomado por veículos e banca de vendas, etc.

Recentemente a secretária executiva do Centro, Luiza Perdigão, apresentou mais um daqueles projetos mirabolantes da Prefeitura para a área. Tudo no papel. Poderia começar por algo mais simples, pondo um mínimo de ordem no Centro da cidade.

O texto de Hiran Brasil e as fotos acima e abaixo:

«O tema destas fotos pode ser: “Por onde eu passo?” A Praça do Ferreira ainda é um dos poucos lugares agradáveis do Centro, mas pouco a pouco vai sendo banalizada. O acesso já é prejudicado como se observa pelas fotos. Flagrei uma pessoa lavando uma moto em plena calçado. o que falta? Nada, o Dudas Burger da Praça já coloca mesas e cadeiras depois das 18h.»

É a Fortaleza, terra de ninguém.

Veja mais fotos clicando abaixo.


Sacos de lixo de um lado; vendedores ambulantes do outro: cercando a passagem

Moto na calçada da praça

Mesma doto do início do post, por outro ângulo: pedestres tentando usar a faixa que lhes é, ou deveria ser, própria

Recomendado para você

1 comentário

  • Edwirges disse:

    Como se não bastasse a obstrução das faixas, os motoristas que trafegam nessas vias não as respeitam. Outro dia fui xingada por um motorista enquanto atravessava na faixa. A intenção dele não era parar para que eu passasse; chamei-lhe a atenção e acabei ouvindo um palavrão do tamanho do mundo. Ou seja: desrespeito em dose dupla. Imagina se isso tivesse acontecido com um turista? Nunca mais botava o pé aqui.

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *