Plínio Bortolotti

Jornalista é demitida ao se recusar a publicar na véspera o que primeiro-ministro português diria no dia seguinte

354 1

Texto do colaborador do O POVO em Lisboa, Eduardo Lage.

Parece surrealismo mas não é. A editora da noite da Agência de Noticias Lusa, propriedade do estado [do governo de Portugal], foi demitida em virtude de se ter recusado a escrever e editar uma frase como tendo sido dita pelo primeiro-ministro, José Sócrates, quando na verdade ele só a ia dizer no dia seguinte.

Expliquemos então: no dia 18 de fevereiro, o empresário Alexandre Soares dos Santos, presidente do Grupo Jerónimo Martins, criticava José Sócrates afirmando o seguinte: “Os truques é o Sócrates quem faz, não sou eu. Não vale a pena continuar a mentir. Não vale a pena pedir sacrifícios sem dizer a verdade. Não adianta negar que estamos em recessão” [referência à situação econômica de Portugal].

No dia seguinte, dia 19 de fevereiro, Sócrates reagiu a estas declarações do empresário, dizendo públicamente:“Não é minha função dar lições de boa educação. Não basta ser rico para se ser bem educado”.

Ora, no dia 18 à noite, um assessor do primeiro-ministro José Sócrates telefonou à jornalista Sofia Branco, editora da noite da agência Lusa, para que esta declaração de Sócrates fosse editada como tendo sido proferida, quando na realidade ela só iria ser proferida no dia seguinte. A recusa levou a que a jornalista fosse demitida por alegada “quebra de confiança”.

Perante esta situação o Conselho de redação da agência decidiu avançar com uma queixa na ERC (Entidade Reguladora da Comunicação).

Recomendado para você

1 comentário

  • Paulo Roberto Girão Lessa disse:

    A DENGUE TEM CURA!
     
    O dengue clássico é uma doença que maltrata
    mas não mata. As complicações é que matam!
    O que mata é o esquecimento. Sim, esquecer
    de prevenir-se contra o dengue.
    As chuvas continuam.
    Estamos em abril e não há sinal que o inverno
    está para acabar.
    A vigilância deve continuar.
    Já sabemos o que fazer. É só não deixar de fazer
    o dever de casa… virar as vasilhas e não deixar
    água acumulada.
    É bom saber que virose não é dengue. O dengue
    tem como vetor o mosquito, é mais séria!
    Os casos continuam a acontecer e os hospitais
    estão lotados.
    Ao primeiro sinal de dengue deve-se ir ao posto
    comunitário.
    Mas a hidratação com o soro caseiro pode ser
    feita… é barata e imprescindível.
    É hora de mostrar a fortaleza do sertanejo que não
    teme a seca nem a peste.
    A doença é pior que a seca.
    Vigiai!
    Fora dengue!

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

treze + vinte =