Plínio Bortolotti

“Assalto ao Banco Central”: atriz responde a crítica escorregando no preconceito contra cearenses

1171 4

Clique para ampliar

Irritada com a crítica do jornalista Pablo Villaça ao filme Assalto ao Banco Central, a atriz Antonia Fontenelle, mulher do ator Marcos Paulo – diretor do longa – disse que o crítico tinha “cara de cearense”.  Pablo é editor do blog Diário de Bordo [Veja a resposta que o Villaça dá a ela].

A atriz usou o Twitter para dizer: “Gente, quem é Pablo Vilaça? Essa pessoa se intitula critico de cinema, tem cara de cearense, percebi que ele quer 5 minutos de fama. Pablo Vilaça, nem me dei o trabalho de ver se o seu portal é do Ceará, mas se for, obrigada porque lá estamos bombando, logo se vê que você não tem credibilidade nenhuma, só falou besteira na sua critica. Você não é critico, você é desorientado. Internet é mesmo terra de ninguém”, escreveu.

Pablo Villaça respondeu, também pelo Twitter, dizendo que era mineiro, mas que teria “imensa honra” em ser cearense. [Com informações do portal Uol.]

A propósito

O jornalista Demitri Túlio do O POVO, que ganhou o Prêmio Esso regional (2005) pela cobertura que fez, junto com equipe, do assalto ao Banco Central em Fortaleza, também não gostou do que viu no filme.

A propósito, Demitri tem cara e demais apetrechos de cearense, incluindo a falta de paciência com gente ignorante.

Recomendado para você

4 Comentários

  • claudio disse:

    É SIMPLES!!!!! BASTA NÃO IRMOS AO CINEMA PARA ASSISTIR ESSE FILME!!!!!

  • Narcelio Limaverde disse:

    Tai, gostei. Eu também nem vi, nem gostei do filme, uma propaganda de bandidos. A cousa que mais me aborrece é alguém falar de mal do meu querido Ceará. Não sei se já contei aqui pro Eliomar ou Demitri, sem dúvida, grandes nomes do jornalismo brasileiro. Uma vez, no tempo que tinha Varig, estava em São Paulo, entrei numa agência da tal empresa e perguntei com meu honroso, para mim, pelo menos, sotaque arataca: “tem avião pra Fortaleza, hoje?”. A mocinhas debochou e retrucou: ” O senhor é do nordeste,não é mesmo? E eu: ” Sou não senhora, sou alemão. Não notou pelo sotaque? E… fui…

  • O que me dá raiva, é ver essa “anta”(que me perdoem as antas) usando o sobrenome honrado da minha família que veio, pra que fique bem claro, de Viçosa do Ceará, podem pesquisar.
    Um filme que foge da realidade, que ja erra no título, o crime foi um furto qualificado, que peca em alguns pontos, é engraçado, mas não da vontade de ver de novo, como vários outros filmes sobre roubos que vemos por ai.
    Outra raiva que me dá, foi ter feito uma critica boa sem ter assistido ao filme, para simplesmente falar do filme em meu blog. Fui burro, assumo. Mas, nem por isso, tenho vergonha de ter a cara que tenho.
    Sou cearense, nordestino, brasileiro, amo meu Ceará e a todos que fazem dele a terra mais gostosa de se viver. Amo passar na rua e cumprimentar quem nunca vi e receber um sorriso de volta. Amo nossa cara de brasileiros, independente de onde nascemos ou vivemos. Nossa cara de lutadores que somos, que brigamos por nossos direitos e nossas virtudes. Que brigamos quando mexem com gente da gente e contra gente que nunca foi nada e quer se promover através da fama de outros como essa cidadã está fazendo.
    Quem é ela? Que trabalho na televisão ela ja fez? O que faz na vida além de aplicar botox naquela cara de preconceituosa e mal amada?
    O que ela é além de mulher do Marcos Paulo?(Que pena, eu até gostava do trabalho dele).
    Pena, mas prometo a todos os cearenses, vamos começar um movimento em todo o país, para evitar perdermos nossa “cara”. Vamos mostrar essa preconceituosa o que o Ceará tem.

  • warley disse:

    PARA TUDO!!! Pra q esse preconceito com as pessoas do nordeste???
    Sou mineiro, tenho orgulho disso, mas nao sou diferente de outro nordestino qualquer. Nos aki de Minas estamos indignados com essa atitude PRECONCEITUOSA dessa mulherzinha.

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × quatro =