Política

Camilo envia projeto da Delegacia de Repressão ao Crime Organizado à AL

145 1
Projeto será discutido por deputados estaduais (Foto: Divulgação/AL-CE)

Projeto será discutido por deputados estaduais (Foto: Divulgação/AL-CE)

Começou a tramitar nesta quarta-feira, 24, projeto do governador Camilo Santana (PT) criando a Delegacia de Repressão ao Crime Organizado (Draco). O projeto prevê uma série de ações e estrutura diferenciadas para o combate ao crime, como formação de “quadro de policiais especialmente treinados, com recrutamento diferenciado e acesso a técnicas especiais”.

“Atualmente vivenciamos ações criminosas estruturadas e organizadas, com divisão de tarefas, fator que reflete um nível de organização considerável (…) urge então a criação de organismos estatais diferenciados para identificação destas organizações e seu efetivo combate”, diz o projeto.

Chegando nesta quarta na Assembleia, a mensagem ainda receberá detalhamento de lideranças do governo na Casa.

A ação cria ainda sete cargos comissionados na estrutura da Polícia Civil do Estado. Segundo o projeto, os novos postos visam “recompor a estrutura organizacional” da corporação. Os bônus vão de R$ 369,53 até R$ 1,1 mil.

Recomendado para você

1 comentário

  • fabio freitas disse:

    os primeiros a alertar que existia crime organizados no ceara, foram os Agentes Penitenciários que sentirão na pele, o que e conviver com eles dentro das prisões.
    com anuncio da lei dos bloqueadores de celulares EM (novembro de 2015)esse crime começou a mostra seu poder ,com ataques a delegacias ,prédios públicos , e com carro bomba em que no dia 04 de abril de 2016 ,na assembleia legislativa deixaram um carro bomba.
    e foram orquetradas rebeliões do dia 28 de abril na cppl1 e Caucaia onde os presos quebraram tudo.
    tudo isso ainda foi negado que existiam crime organizado no ceara
    no dia 21 de maio de 2016, os agentes penitenciários entraram em greve que durou 12 horas por melhores condições de trabalho e salario , então o crime mostrou o seu poder quebrado 5 unidades penitenciarias e matando 14 presos para mostra o seu poder ,mesmo assim o governador não acreditou que existia crime organizado e colocou culpa nos agentes penitenciários
    em julho o crime inconformado com apreensão de 500 celulares de dentro da cppl 1 (QG) do crime organizado no ceara, orquestrou o maior ataque a prédios públicos e contra agente de segurança nunca visto antes ,dai o governador acreditou que existe crime organizado e criou esta delegacia de combate ao crime organizado.

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *