Política

Deputado estadual defende urgência em votação sobre posse de arma

939 18

Fernando Hugo (PP) defende porte de armas para combater violência (Foto: Divulgação / AL)

O deputado estadual Fernando Hugo (PP) defende que a Câmara dos Deputados vote com urgência o Projeto de Lei 3722/2012, que disciplina as normas de aquisição, posse, porte e circulação de armas de fogo e munições.

O parlamentar deu entrada em requerimento na Assembleia Legislativa propondo que o presidente da Casa, Zezinho Albuquerque (PDT) envie ofício para o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), solicitando regime de urgência na tramitação da matéria. O requerimento precisa ser aprovado pela Assembleia.

Fernando Hugo acredita que o Estatuto do Desarmamento, sancionado em 2004 durante o governo de Lula (PT), não funcionou para diminuir a violência. “O cenário de violência no País se agravou muito após a aprovação deste estatuto, que expôs as vísceras da fragilidade do cidadão, fazendo com que seja necessário repensarmos a questão do porte de arma, como propõe este projeto de lei”, afirmou em pronunciamento durante a sessão desta sexta-feira, 17.

De acordo com o parlamentar, “a violência é um dos problemas mais graves do País, causando pânico diário na população”, sendo necessária, então, “busca constante de saídas para a situação”.

Discordando de Fernando Hugo, o deputado Ely Aguiar (PSDC) afirmou que o porte de armamento de fogo deve ser exclusivo às forças policiais. “Devemos pensar em fortalecer o Estado, fortalecer as leis e o aparato policial para combater o crime, e jamais transferir esse poder ao cidadão comum, que mal sabe utilizar uma arma de fogo”, afirmou.

Projeto de Lei

A autoria do Projeto de Lei em tramitação na Câmara dos Deputados, que trata sobre o porte de armas, é do deputado federal Rogério Peninha Mendonça (PMDB-SC). Um dos principais defensores da flexibilização do porte de armas para a sociedade civil é Jair Bolsonaro (PSC-SP).

Recomendado para você

18 Comentários

  • Alci Bezerra Costa disse:

    Parabéns, Fernando Hugo pela coragem de abordar este tema. Desarmaram os cidadãos de bem e deixaram os bandidos armados.
    A população totalmente vulnerável. O Estado é incapaz de desarmar os bandidos.
    Tem que ser revisto este estatuto, que não melhorou a nossa segurança.
    A população está com você, vá enfrente e iremos juntos.

  • Rubens disse:

    O que esse cagão quer armando um monte de gente surtada como as pessoas dessa cidade? É pra ter ideias tão BURRAS que esse estorvo ganha um salário tão absurdo?

    • Jair Aguiar Gomes. Servidor Publico disse:

      cara..quem nao quiser se armar nao se arme. vc nao pode proibir o cidadão de bem de se defender e defender sua família…digo mais quando bandidos (Deus te livre e guarde) entrarem em sua casa e fazer sei lá o que com sua gente aí vc irá mudar sua opinião Ptista socialista Cubana.

  • eliandos Bezerra disse:

    defendo o porte de arma, quanto o DEPUTADO ELY AGUIAR, DEVERIA CRIAR VERGONHA NA CARA, PORQUE ASSIM QUE GANHOU AS PRIMEIRAS ELEICOES SE MUDOU DO BAIRRO DA SERRINHA, ELE NAO PASSA DE UM DEMAGOGO, !!

  • Henrique disse:

    bandido armado até os dentes, policia ineficaz para combater a escalada do crime e população refém dos marginais sem ter como se defender. Luta desigual. Parabens Dr. Hugo.

  • Graciane Pereira disse:

    Quer aparecer esta chegando o período de eleição.

  • JALSEI FONTENELE disse:

    IMAGINA NO TRÂNSITO “TODO” MOTORISTA COM PORTE DE ARMA? BLITZ TODOS COM PORTE DE ARMA, BAR TODOS COM PORTE DE ARMA ????? BANDIDO SEM ANTECEDENTES COM PORTE DE ARMA??? NOS EUA ESTÃO QUERENDO RESTRINGIR E AQUI QUEREM ARMAR.

    • Salvador disse:

      EUA restringir. ta enganado amigo la tem estado que o cara vai pra igreja armado, onde tem restricão estao querendo voltar como era.

    • Jair Aguiar Gomes. Servidor Publico disse:

      cara. se vc nao quer se armar nao inventa coisinhas desculpinhas…eu prefiro todo mundo armado, só assim os bandidinhos vão se cagar de medo. vão sempre ter em mente que ali pode ter gente armada tambem e possivelmente ele irá sair perdendo. SÓ ENDURECER AS LEIS. E PUNIR QUEM AGIR DE FORMA ERRADA.

  • JESUS MIGUEL CALRINDO DA CUNHA disse:

    Vou abrir uma funerária

  • Davi Meideiros disse:

    Fortalece o Estado, que dizer aumentar ou criar imposto? E cade o respeito as pessoas que votaram não ao desarmamento. Os políticos tem de fazer a vontade do povo e não contrario.

  • Fernando Mourão disse:

    A Assembleia Legislativa está muito bem representada pelos dois Deputados do baixo clero (Fernando Hugo & Elias Aguiar), que deveriam se preocupar com coisas mais sérias, como a indústria da multa, preços exorbitante dos combustíveis, reajuste fajuta dos servidores Estaduais, dentre outras, em vez de ficarem “se mostrado para eleitores” com olho na eleição de 2018.

  • Valdir Silva disse:

    Os Estados Unidos possuem 320 milhões de pessoas, o Brasil 200 milhões. No Brasil DESARMADO teve 70.000 crimes com arma de fogo,os Estados Unidos 12.000, com O POVO ARMADO! Parabéns Deputado Fernando Hugo! Os cretinos dos direitos humanos estão em polvorosa com essa notícia.

  • Antonio Geumir R. Feitosa disse:

    O estatuto do desarmamento tem que ser revogado, e junto com ele, também, o estatuto da impunidade conhecido como ECA.
    Os políticos precisam respeitar o que pensa o povo. Afinal, se povo não sabe o que quer, eles que foram eleitos por esse povo, são a prova disso, então.

  • Giovani disse:

    A população já possui a arma mais perigosa !!! Veículos automotivos sendo conduzidos de forma irresponsável e criminosa. É incoerente o cidadão de bem pagador de impostos “ficar preso em casa ” por causa da violência enquanto os bandidos fazem o que querem devido a um estado e uma justiça omissa.

  • Primeiramente, falta educação, trabalho digno, saber entrar e sair dos locais, pra se pensar nesse assunto. Arma da sociedade é CIDADANIA, que devemos vivenciar; quem admira arma, deve alistar-se às forças armadas. Precisamos acolher todas as crianças das ruas, para usufruirmos PAZ propriamente !

\

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *