Política

“Temos de discutir diferenciação por profissão”, diz Ciro sobre reforma da Previdência

483 4

O ex-ministro Ciro Gomes comentou reforma da Previdência no Facebook (Foto: Reprodução / Facebook)

O ex-ministro Ciro Gomes (PDT) comentou a reforma da Previdência nesta quarta-feira, 15, em sua página do Facebook. Ele defende que uma diferenciação por profissão seja discutida, para que não se trate igual “trabalhadores de escritório” e “operário da construção civil”, por exemplo.

“Alguém que nasce, trabalha e vive no Semi-Árido não tem expectativa de vida que chegue aos 65 anos que a reforma do seu (presidente) Michel Temer (PMDB) está fazendo. Enquanto isso, os trabalhadores de escritório como eu ficam sendo tratados de igual para igual com um operário da construção civil, não me parece que isso seja razoável”, disse.

Ele diz que reconhece que “é preciso fazer as coisas com muito cuidado, porque essas diferenciações não são fáceis de se alcançar na lei pelo potencial de fraude”, mas que é preciso fazer o “certo” independente disso.

O ex-governador do Ceará diz, também que o problema da Previdência “não é a despesa”, mas o sistema dela. “Precisamos evoluir para um sistema que não seja mais o de repartição, mas de capitalização. Em vez de arrecadar e distribuir, a gente arrecada, cria fundos públicos geridos por trabalhadores”, afirmou.

Sobre a reforma em vigor, ele diz que ela “não toca nos privilégios”. “O buraco da Previdência são as aposentadorias precoces dos políticos, da magistratura, do Ministério Público, aposentadorias especiais, pensões, etc de alguns setores da sociedade. Essa proposta não mexe em absolutamente nada”, criticou.

Recomendado para você

4 Comentários

  • MARIA DO CARMO disse:

    VOTO NO SENHOR PORQUE, SEI QUE VOCÊ E PELO TRABALHADORES .
    MAS CIRO POR FAVOR !!!!!!
    TENHA MISERICÓRDIA DOS SERVIDORES DA SEJUS,MEU FILHO TRABALHAR LÁ !!!!!!!!
    COM TODO RESPEITO QUE TENHO AO SENHOR!!!!!!!!
    E QUE DEUS ILUMINE OS SEUS CAMINHOS !!!!
    O SENHOR MERECE SER PRESIDENTE DA REPUBLICA E TEM PARA TANTO CAPACIDADE!!!!1

  • Jaime Sant disse:

    Foi cirúrgico. Há um discurso malandro de ex-tecnocratas que frequentaram governos, principalmente da área econômica, que colocam todos no mesmo balaio e omitem a fina flor da burocracia estatal de altos salários. Já ouvi um desses pilantras atribuir peso significativo às aposentadorias rurais e nada falou sobre os altos salários dessa elite estatal . Também nunca ouvi dessa esquerda picareta que ficou obesa com o poder , uma analise com tanta clareza sobre a origem desse problema e um encaminhamento racional para botar uma ordem nesse tema tão caro aos trabalhadores. Parabéns, Ciro Gomes.

  • Ranyere Bezerra Rabelo da Cunha disse:

    Caramba, ou seja, como sempre mudanças apenas no andar debaixo e as coberturas e andares superiores como sempre intocáveis.

  • Geilson disse:

    Isso já existe. Aposentadoria especial. O problema desse discurso é que ele considera que o Estado tem capacidade infinita de gastar criando castas de favorecimentos. É esse raciocínio que vem inviabilizando as previdências em todo mundo. Recentemente vimos o que a gastança desenfreada causa na economia. Mais uma vez Ciro fala como politico e não como estadista.

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

8 + catorze =