Política

Pelo menos 39 prefeituras do Ceará decretam ponto facultativo para greve geral

655 12
Prefeituras decretaram ponto facultativo para greve geral desta sexta (Foto: Divulgação/Fetamce)

Prefeituras decretaram ponto facultativo para greve geral desta sexta (Foto: Divulgação/Fetamce)

Por conta da greve geral convocada em todo o País, pelo menos 39 municípios do Ceará já decretaram ponto facultativo nesta sexta-feira, 28. A informação é da Federação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal do Ceará (Fetamce), que aponta cerca de atos do funcionalismo municipal em cerca de 70 municípios do Estado.

Lista da Fetamce inclui Amontada, Apuiarés, Aratuba, Banabuiú, Barreira, Capistrano, Caririaçu, Catunda, Cedro, Choró, Chorozinho, Eusébio, Farias Brito, Forquilha, Frecheirinha, Graça, Hidrolândia, Ibaretama, Ibiapina, Ibicuitinga, Icó, Iguatu, Itaitinga, Iracema, Jaguaribara, Jardim, Novo Oriente, Orós, Palmácia, Pentecoste, Quixadá, São Benedito, Tarrafas, Tianguá, Tururu, Umirim e Uruburetama.

Segundo a Federação, lista aumenta “a todo instante” e é puxada por pedidos feitos por partidos políticos nos municípios. A ideia das manifestações é garantir adesão a atos contrários às reformas trabalhista e da previdência. A Fetamce destaca que mudanças na legislação atingem sobretudo os municípios, que possuem situação econômica mais frágil.

No Ceará, uma das primeiras prefeituras a decretar ponto facultativo foi a de Farias Brito, no Cariri. “O direito de greve é de titularidade dos trabalhadores, pois compete a eles decidir sobre a oportunidade e os interesses a serem defendidos (…) a greve é um direito social, previsto na Constituição”, diz decreto do prefeito José Maria Gomes Pereira (PCdoB).

Recomendado para você

12 Comentários

  • huberto ibiapina disse:

    cade o ministerio publico do ceara ?
    que não criminalizar essa greve!!!!

  • Esta greve geral só vai servir para prejudicar a sociedade. Trata-se de uma irresponsabilidade das centrais sindicais que, com a reforma trabalhista, vão perder a boquinha do imposto sindical obrigatório.

  • MAIA FILHO disse:

    kkkkkkkkkkkkk
    antigamente o estado usava o batalhão de choque da PM para combater as greves!!!!!!
    hoje e o batalhão de choque do ministério publico KKKKKK
    ESSES CRIMINALIZAM QUALQUER GREVE E ARRUMAR CRIME PARA TODO MUNDO !
    COISA DE BRASIL !!!!

  • Francisco de Sousa Lima disse:

    É MUITA CARA DE CHIBATA DESSES NOSSOS GOVERNANTES.

  • Eliane Lima disse:

    O país está vivendo o maior ataque aos direitos da classe trabalhadora. A quem de fato interessa a pec dos gastos públicos? A terceirização? A privatização? A reforma trabalhista? A reforma previdenciária? Como não perceber que o conjunto dessas medidas só retira direitos de quem trabalha ou de quem está em busca de emprego? Como não perceber que esse pacote de medidas contraria o que está garantido na nossa Constituição de 1988? Muitos trabalhadores lutaram para que cada direito seja garantido, muitos foram as ruas para defender um Estado que possa assegurar minimamente garantir condições de sobrevivência, porque cidadania ampla e plena ainda precisa de muita luta.

  • Francisco disse:

    Só um idiota é contra essa greve! Pois é pra defender pa nossos direitos como trabalhadores!querem economizar em cima da pobreza!

\

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *