Política

Mesmo após crise, JBS terá direito a receber R$ 13,4 milhões do Ceará

592 18

JBS tem crédito de R$ 13,4 milhões do Proapi no Ceará (Foto: Governo do Estado)

Empresa que instaurou nova crise política no Ceará, a JBS tem hoje crédito tributário de R$ 13,4 milhões com o Governo do Estado. Ou seja, mesmo após acusarem o ex-governador Cid Gomes (PDT) de ter articulado propinas com a empresa, delatores Joesley e Wesley Batista ainda terão direito a receber pagamento milionário do Estado.

A informação foi confirmada em nota da Secretaria do Desenvolvimento Econômico do Estado (SDE). Segundo a pasta, créditos da empresa são oriundos do Programa de Incentivo às Atividades Portuárias e Industriais (Proapi), o mesmo apontado por delação de Wesley Batista como “moeda de troca” por propinas na campanha eleitoral de 2014.

Doações da JBS a Camilo começaram quatro dias após 1º pagamento do Estado

As contradições na delação de Wesley Batista sobre o Ceará

Governo Cid pagou R$ 111,6 mi para JBS entre junho e outubro de 2014

Entre 2015 até hoje, o governo do Ceará não efetuou qualquer pagamento do Proapi para a JBS. Segundo a SDE, não houve repasse para nenhuma empresa em 2015. “A partir de 2016, os repasses respeitaram a condição financeira do Estado e a proporcionalidade de recursos a serem liberados das demais empresas”, diz nota.

Incentivo industrial

O governo destaca que o Proapi foi criado em julho de 1995, e é importante fomentador da indústria calçadista do Estado, gerando renda e empregos. Ao contrário do que diz delação de Wesley Batista, no entanto, o programa não concede incentivos fiscais (como na isenção do ICMS), mas sim financeiros com base em um fundo estadual.

Em entrevista nesta segunda-feira, 22, o ex-governador Cid Gomes (PDT) defendeu importância do programa e negou que quaisquer repasses ao grupo tenham vinculação com ações do governo.

“Essas denúncias foram feitas para obter alguma vantagem em delação premiada. Um deles gravou o presidente, gravou o candidato da oposição, e esse sujeito (Wesley), precisando de algum fato, deu conta de inventar mentiras contra mim”, disse.

Recomendado para você

18 Comentários

  • GOMES FILHO disse:

    E BRINCADEIRA

  • GOMES FILHO disse:

    E BRINCADEIRA CADE O MP CE ?

  • HELIO FILHO disse:

    Na esfera política houve e há muito apadrinhamento para se obter a dita governabilidade. Não importa os interesses da sociedade, desde que os interesses pessoais e partidários sejam atendidos, com isso vem a briga pela distribuição de cargos públicos, comissionamentos e outras benesses.

  • GASPAR GONAS disse:

    Ao longo dos anos fomos vencidos pelo cansaço, nos tornamos um povo apático a tudo isto. Somos pacíficos, mas não precisamos ser omissos. Em outros países por questões muito menores o povo sai às ruas protestando e cobrando os seus direitos

  • GASPAR GONAS disse:

    Falta-nos esse poder de mobilização e indignação, afinal quem manda neste país é o povo brasileiro, sua vontade é soberana e cabe aos ocupantes dos cargos públicos nos representar e, sobretudo, nos respeitar.

  • MARIA DA CONCEIÇÃO disse:

    Todo mês a arrecadação tributária bate recordes, o governo encosta os contribuintes na parede e suga a maior parcela dos seus recursos e tudo isso para quê? Para vermos que o nosso dinheiro está sendo desviado, utilizado para manter um gigantesco cabide de empregos, manter o inchaço da máquina pública ou aplicado em obras fúteis, enfim, uma grande parcela escoando pelo ralo.

  • malon bezerra disse:

    se fossem trabalhadores em greve !
    ministério publico ja teria se manifestado !

  • Zé Bob disse:

    Prezados, vamos agir. Vamos votar certo. Vamos ás ruas. Há um aplicativo muito bom, para smartphones, que é o “mudamos”. Nele temos oportunidade de propor projetos de iniciativa popular para todo o País. Conheçam lá….

  • martins fiho disse:

    Vale pensar: o custo de um dos megaestádios construídos para a Copa de 2014, alguns deles hoje praticamente sem uso que os justifique
    O vazamento da delação de Joesley Batista na semana , deixou uma vez mais o estado do ceara profundamente consternado, ao envolver em ações criminosas graduados personagens da vida cearense o ex governador cid gomes para bancar a campanha de camilo santana ,A delação do empresário da JBS é escandalosa, e não apenas pelos crimes relatados. As histórias que a cercam são de enorme gravidade, indicando, no mínimo, o pouco cuidado com que se tratou um material com enorme potencial explosivo para o governo dos ferreiras gomes

  • marcia leite disse:

    De acordo com a ONG Transparência Internacional, a corrupção pode ser definida como “o abuso de poder político para fins privados”

  • barbara graça disse:

    A partir do pensamento do sociólogo alemão Max Weber, a corrupção poderia ser associada ao fenômeno do patrimonialismo. O termo remete às formas de governo de sociedades antigas ou tradicionais, em que não há distinção ou limites entre público e privado. Nesses casos (normalmente descritos como autocracias ou oligarquias)*, os bens públicos são considerados como propriedades dos governantes ou de determinadas classes sociais, sendo utilizados e explorados conforme os interesses das lideranças estabelecidas.
    hoje no estado do ceara existe donos e mandam em tudo no estado deste do simples jornal ate nas instituições !!!!!!

  • victo Dasmaceno disse:

    No Brasil, a corrupção teria suas origens ou poderia ter sido intensificada pelas características de nossa própria história política. A corte portuguesa, por exemplo, quando transferida para o Brasil com a vinda de D. João VI em 1808, era caracterizada por diversas relações de favorecimento e compromissos entre os nobres e a burocracia estatal que os acompanhavam.
    Segundo pensadores como Raimundo Faoro, as relações de patrimonialismo, clientelismo e nepotismo daquela época tornaram-se intrinsecamente vinculadas às práticas políticas do Brasil atual. Sendo assim, as práticas políticas daqui seriam antiquadas e estariam longe de um estágio mais moderno e racional

  • manoel serafim disse:

    no ceara e assim;
    oligarquia: forma de governo em que o poder está nas mãos de um pequeno grupo de indivíduos ou de poucas famílias
    patrimonialismo: tipo de organização política em que as relações são determinadas por dependência econômica e por sentimentos tradicionais de lealdade e respeito dos governados pelos governantes
    nepotismo: favoritismo de certos governantes que garantem a familiares e amigos meios de ascensão social, independentemente do mérito
    clientelismo: maneira de agir que consiste numa troca de favores, benefícios ou serviços políticos ou relacionados à vida política

  • aldair junior disse:

    o dia a dia, quando alguém burla regras ou até leis para obter alguma vantagem isso também é corrupção

  • baimar saire disse:

    sera que o povo cearense e burro o bastante em não se tocar !!
    Quer estar na hora de tirar essa oligarquia do poder no ceara!!!!!!

  • alencar filho disse:

    eles mandam em tudo aqui no ceara !!!!!!!

  • Chico Caucaia disse:

    Fora Camilo, Cid e Ciro………..

  • joao f disse:

    Será que tem empréstimo do BNB para a JBS?????????????

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezoito − seis =