Política

Ciro diz ser candidato que “mais se identifica com tendência atual” do País

350 1
Ciro Gomes afirma que qualquer candidato terá problemas com base parlamentar caso eleito em 2018 (Mariana Parente/ Especial para O POVO)

Ciro Gomes afirma que qualquer candidato terá problemas com base parlamentar caso eleito em 2018 (Mariana Parente/ Especial para O POVO)

Em evento do PDT que reafirmou sua candidatura à Presidência, o ex-ministro Ciro Gomes explicou declaração, veiculada em vídeos nos últimos dias, de que a eleição de 2018 “estaria para ele”. “Isso não pode ser entendido como falta de humildade, porque eu sei que é uma estrada longa e tortuosa”, diz.

“O que estou dizendo é que, em uma eleição majoritária, a disputa tende a estar resolvida de véspera, sobretudo sobre qual é a tese que a maioria esmagadora das pessoas quer ver vencedora. E eu tenho para mim que a grande busca da sociedade brasileira será por alguém que tenha experiência, saiba a raiz dos problemas do País e que tenha autoridade moral para dar um novo rumo ao País”, avalia Ciro Gomes.

“E eu, muito menos por mérito próprio e mais pelo que está acontecendo no País, sou a pessoa que mais se identifica com esses valores”, conclui o ex-ministro.

O primogênito Ferreira Gomes também minimizou tese de que ele não conseguiria governar sem acordos com o Congresso Nacional, alvo de diversas de suas críticas. “Esse é um desafio que está posto para o Brasil, para todos os candidatos”, diz.

“É curioso que cobrem de mim um desafio que está para qualquer um dos candidatos. Vamos lá, o PT tem 40 deputados de 513, em seu melhor momento. O Bolsonaro, a se dar juízo a essas pesquisas, não tem um deputado. A Marina não tem três ou quatro. Eu tenho um partido com 20 deputados que, se eu for eleito, vai passar aí para a categoria de 50, 60 deputados (…) qualquer um terá essa tarefa árdua”, diz.

Recomendado para você

1 comentário

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *