Política

Roseno critica “condomínio eleitoral” de Camilo e defende mudanças

Renato Roseno atuou quatro anos na oposição de Camilo Santana (Foto: Divulgação/AL-CE)

O deputado estadual Renato Roseno (Psol) destacou neste fim de semana a importância de que a população fique atenta não só para as eleições para presidente e governador, como também para os parlamentos que serão formados no Ceará e em Brasília neste ano. “Os parlamentos que sairão agora poderão ser piores que os de 2014”, diz.

Criticando bloco de aliança de 24 partidos do governador Camilo Santana (PT), Roseno disse ser candidato à reeleição em defesa da mudança do modelo político e dos direitos das classes trabalhadoras. “Camilo articulou o maior condomínio eleitoral da história do Ceará. São 24 partidos, ou seja, ele vai ser obrigado a dividir o aparato do Estado, isso vai ter seu preço”.

“Nós somos uma minoria absoluta (…) mas não podemos nos deixar esmagar, porque temos uma responsabilidade: É preciso transformar o modelo político, e fazer avançar a classe trabalhadora, através da defesa dos seus direitos”, disse Roseno, que apoia indicação de Ailton Lopes (Psol) ao governo e a de Guilherme Boulos (Psol) à Presidência da República.

Eleito como primeiro deputado estadual do Psol na história do Ceará, Roseno foi uma das poucas vozes de oposição a Camilo na Assembleia. Nos últimos anos, focou atuação no Comitê Cearense de Prevenção  de Homicídios na Adolescência, que fez raio-x do crescimento da morte de jovens da periferia no Estado e propôs diversas ações para reverter o índice.

Recomendado para você

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *