Política

TSE manda Youtube tirar do ar vídeo com montagem de Ciro fumando maconha

Ciro Gomes foi alvo de vídeo difamatório no Youtube (Banco de Dados/O POVO)

Ciro Gomes foi alvo de vídeo difamatório no Youtube (Banco de Dados/O POVO)

O ministro substituto Sérgio Banhos, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), determinou que o Youtube retire do ar vídeo apócrifo com diversos ataques contra Ciro Gomes (PDT). Em um dos trechos, aparecia inclusive montagem do candidato do PDT fumando um cigarro de maconha. A informação é do jornal O Globo.

As imagens, que foram consideradas “fake news” pelo ministro, retratavam o candidato como dependente químico. Segundo Banhos, houve clara manipulação no vídeo, com a “substituição de um cigarro comum, de uma foto verídica, por um cigarro de maconha”.

No ar desde agosto de 2017, o vídeo já era alvo de ação de Ciro desde julho deste ano. Por conta do recesso do TSE, no entanto, a ação só foi julgada nesta semana. Segundo o presidenciável, ação tem cunho difamatório e feria a honra do candidato.

Do outro lado, o Google, dono do Youtube, negou que o vídeo se tratasse de fake news e amparou defesa no direito constitucional à livre circulação de informações. A empresa destaca, ainda, que Ciro é um homem público e, portanto, estaria sujeito a ataques.

Sérgio Banhos, no entanto, negou a tese: “O direito à liberdade de expressão, embora prestigiado constitucionalmente, tem limites. Não se pode entender como lícita a conduta dos representados em difundir fatos sabidamente inverídicos, em ofensa à honra do representante (Ciro)”, diz.

Recomendado para você

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *