Política

“Pesquisa no Brasil é que nem deputado: se vende e se compra”, afirma Ciro Gomes em coletiva

Por Heloisa Vasconcelos

(Foto: Germana Pinheiro/ O POVO)

Após votar na manhã deste domingo, 7, o candidato à Presidência da República, Ciro Gomes (PDT), declarou não acreditar nas pesquisas eleitorais que o apontam como terceiro colocado e negou apoio a Fernando Haddad (PT) em um segundo turno, já que acredita em uma virada. “Pesquisa (eleitoral) no Brasil é que nem deputado: se vende e se compra”, afirmou.

Ciro Gomes comparou o cenário político com uma partida de futebol e disse que o candidato do PT estava “no impedimento”. “Haddad tá no impedimento. Se passar para mim (o voto) eu faço o gol”, disse. “Como é que eu posso apoiar o Haddad se eu é que vou estar lá?”, respondeu, quando questionado sobre a possibilidade de apoiar o petista em um segundo turno.

O candidato ainda criticou o candidato do PSL, Jair Bolsonaro, por estar contando com uma vitória no primeiro turno. “Os arrogantes e os despreparados sempre se revelam nas horas de maior emoção. Quando uma pessoa no dia das eleições já se afirma vitorioso é porque ele dispensa o voto das pessoas. Eu quero o voto e peço com humildade para ter uma chance de representar os brasileiros descentes”, declarou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *