Política

“Bandida nazifascista”: Processo de Damares contra Ciro chega à Justiça do Ceará

167 1

Teve entrada no último dia 9 de fevereiro na Justiça do Ceará processo movido pela ministra Damares Alves (Mulher, da Família e dos Direitos Humanos) contra o ex-ministro Ciro Gomes (PDT) por calúnia e difamação.

O pedido tem base em episódio ocorrido em maio de 2020, em entrevista do pedetista ao canal de Youtube Jornal do José, com 167 mil inscritos. Na ocasião Ciro faz uma série de críticas contra a ministra, a quem chega a chamar de “bandida nazifascista”. A ação foi apresentada no final do ano passado, mas só chegou à Justiça do Ceará no início de fevereiro. 

“Esta bandida dessa Damares, que eu sei bem o que eu estou dizendo, é uma bandida nazifascista. É uma bandida. Sabe essa nazistinha que eu não vou dizer o nome, essa nazistinha que financia esse acampamento dos 300? Essa menininha era assessora da Damares”, disse, em referência à ativista de extrema-direita Sarah Winter.

Ciro continua: “O cara que veio insuflar as milícias aqui, que deram um tiro no peito do meu irmão, era funcionário da Damares. Aquele outro que bateu numa enfermeira ali na frente do Palácio, também funcionário fantasma da Damares. Ou seja, a Damares é a bandida que está se prestando a esse serviço dos filhos bandidos e da quadrilha do Bolsonaro”.

Recomendado para você

1 comentário

  • The Punisher disse:

    Este vagabundo é macho com mulheres e com seguranças nas costas, não vejo o dia deste safardana tomar uma coça no meio da rua. Bandido sem escrúpulos

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *