Política

Vitória de Bolsonaro só não é mais acirrada do que a de Collor em 1989 e Dilma em 2014

Bolsonaro. (Foto: Agência Brasil)

Entre todas as eleições realizadas em segundo turno no Brasil desde a redemocratização, a porcentagem da vitória de Jair Bolsonaro (PSL) só é maior do que as vitórias de Fernando Collor (PRN à época), em 1989, e Dilma Rousseff (PT), em 2014.

Bolsonaro foi eleito com 55,13% dos votos válidos, contra 44%,87 de Fernando Haddad (PT). Collor venceu Lula (PT) em 1989 por 53,03% a 46,97%. A disputa mais acirrada foi a entre Dilma, que venceu por 51,64%, e Aécio Neves (PSDB), que somou 48,36%.

Já as mais amplas vitórias em segundo turno foram registradas nas eleições de Lula, que venceu com 61,27% em 2002 (contra 38,72% de José Serra – PSDB) e com 60,83% em 2006 (contra 39,17% de Geraldo Alckimin – PSDB), e na primeira eleição de Dilma, que conseguiu 56,05% contra 43,95% do candidato José Serra (PSDB).

Por coincidência, os dois presidentes que tiveram pior votação percentual no segundo turno acabaram sofrendo processo de impeachment.

Recomendado para você

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *