Política

Pedido de empréstimo para Fortaleza não deu entrada no Senado Federal

Certidão informa que mensagem com pedido de empréstimo contratado pela Prefeitura de Fortaleza não deu entrada no Senado

Documento assinado pelo secretário-geral da Mesa Diretora do Senado e divulgado nesta quinta-feira certifica que o pedido de empréstimo de US$ 150 milhões para a Prefeitura de Fortaleza não foi protocolado na Casa.

A documentação foi expedida após solicitação do presidente do Congresso, Eunício Oliveira (MDB). O emedebista vem sendo acusado por aliados do prefeito Roberto Cláudio (PDT) de criar dificuldades para a aprovação da operação de crédito, cujo processo teria sido devolvido pelo Senado à Casa Civil do governo de Michel Temer (MDB).

Segundo parlamentares da base do pedetista, Eunício estaria se vingando do prefeito depois da baixa votação obtida pelo senador em Fortaleza na tentativa de se reeleger.

Na Capital, Eunício ficou apenas em quarto lugar, atrás de Cid Gomes (PDT), Eduardo Girão (Pros) e Mayra Pinheiro (PSDB).

O senador nega que tenha interferido na tramitação do empréstimo e atribui a RC a responsabilidade por sua derrota eleitoral na capital cearense.

Por meio de nota, o congressista afirmou que “não há registro de protocolo junto ao Legislativo de qualquer outra mensagem solicitando autorização de empréstimo para o Estado do Ceará e seus municípios além daquelas que já foram devidamente aprovadas”.

“Quaisquer informações divulgadas de forma contrária têm a única intenção de confundir a população”, continua Eunício. “Estarei, como sempre estive, até o fim do meu mandato, à disposição de Ceará e seus municípios para tudo o que for destinado a melhorar a vida das pessoas, especialmente as que mais precisam.”

Hoje pela manhã, RC afirmou à repórter Germana Pinheiro, da Rádio O POVO/CBN, que “a pergunta que se tem que responder é bem simples: é se o senador Eunício vai se vingar da rejeição eleitoral que ele sofreu em Fortaleza, atrapalhando o povo, ou ele vai cumprir a sua obrigação de senador da República”.

Prefeito e senador vêm trocando farpas desde a última terça-feira, quando aliados de ambos entraram em choque na Assembleia Legislativa e na Câmara de Vereadores.

Contratado junto ao Banco Mundial, o empréstimo de US$ 150 milhões se destina a obras de saneamento, garantia de balneabilidade da orla de Fortaleza e manutenção de parques da cidade.

Recomendado para você

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *