Política

Quem é o novo ministro da Educação de Jair Bolsonaro

Foto: Agência Brasil

Formado em Economia pela Universidade de São Paulo (USP) e mestre em Administração pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), Abraham Weintraub substitui Ricardo Vélez Rodríguez no Ministério da Educação (MEC).

Weintraub, que também é professor da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), atuava como secretário-executivo na Casa Civil, comandada por Onyx Lorenzoni (DEM). No posto, auxiliou na elaboração da proposta de reforma da Previdência.

Ele estava no governo desde a transição, quando ficou responsável pelo levantamento de informações junto a empresas da administração pública.

O novo ministro foi sócio na Quest Investimentos, diretor do Banco Votorantim e membro do comitê de trading da BM&F Bovesp.

Além disso, desempenhou as funções de conselheiro da Ancord e representou o Votorantim em encontros do Fundo Monetário Internacional (FMI).

Weintraub é nome ligado ao ideólogo Olavo de Carvalho, responsável pela indicação de Vélez para a pasta.

Desde a semana passada, os círculos olavistas nas redes sociais comentavam a possibilidade de que o seguidor de Olavo assumisse o MEC no lugar do colombiano.

Entre esses seguidores, Weintraub é visto como muito mais preparado para a gestão de um órgão tão complexo como o Ministério da Educação, sem, contudo, deixar de lado as principais bandeiras do olavismo, como o combate ao “marxismo cultural”.

Vélez deixa o governo após série de crises e polêmicas, entre as quais estão as sugestões de que diretores de escolas filmassem alunos cantando o hino nacional e a revisão do golpe militar nos livros de História.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *