Política

Delegado Cavalcante afirma que vai recorrer de condenação e que decisão judicial é ato de “perseguição” de Freire

O deputado estadual Delegado Cavalcante (PSL) rebateu a condenação preferida pela Justiça Eleitoral nesta segunda-feira, 13. Segundo o parlamentar, a decisão judicial é “absurda” e parte de perseguição praticada pelo correligionário Heitor Freire (PSL). “São dois processos com a mesma juíza, com o mesmo conteúdo, e com a mesma essência. Não falei nada sobre candidatura. A entrevista que eu dei foi jornalística e não eleitoral. Foram mais de 30 processos contra pessoas que elegeram ele e o troco que ele dá é esse” declarou Cavalcante. O deputado afirmou que vai recorrer ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) e, se preciso, à instância superior, em Brasília.

Segundo Cavalcante, “se não for feito justiça”, deve recorrer ao PSL. Ele reforça que não falou sobre as disputas eleitorais de 2020, uma vez que os materiais não mencionam ou atacam Freire, sendo apenas avaliada sua atuação na qualidade de parlamentar e Presidente Estadual do PSL. Também alegou que foram abordadas acusações, denúncias e operações policiais “amplamente divulgadas em diversos veículos de comunicação”.

Recomendado para você

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *