Política

Luizianne diz que tentativa de Wagner de desligar-se dos motins policiais é “negar história” e “no mínimo, uma coisa meio tosca”

Informações da repórter Rose Serafim

A deputada federal Luizianne Lins diz lamentar que Wagner, seu adversário na busca pelo Paço Municipal, tente se desligar da própria história. Segundo a ex-prefeita, não é novidade para ninguém que o candidato do Pros se constituiu como liderança a partir das greves dos policiais de 2012 e 2020 e é, “no mínimo, uma coisa meio tosca”, segundo ela, as tentativas de se desconectar politicamente desses fatos que constituem a trajetória de Wagner.

Luizianne ainda relembra que Wagner foi apoiador de Jair Bolsonaro no Ceará em 2018 e afirma que, por isso, ela o chama de “candidato do Bolsonaro”. Da mesma forma, a petista também diz crer que o Capitão “não tenha problema em assumir isso”.

Recomendado para você

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *