Política

MPCE pede condenação de prefeito e secretária da Saúde de Jijoca de Jericoacoara por furarem fila de vacinação

O Ministério Público do Ceará (MPCE) ingressou, na terça-feira, 9, com ação solicitando a condenação do prefeito Lindberg Martins e da secretária da Saúde do município, Joila Carneiro, por “furarem a fila de vacinação contra a Covid-19”. O MPCE pede a condenação pela prática de improbidade administrativa e a decretação de indisponibilidade de bens do prefeito e da secretaria municipal, para pagamento de multa no valor de R$ 140 mil e R$ 54 mil, respectivamente.

Segundo a promotoria de Jijoca, no 19 de janeiro, ambos foram vacinados mesmo sem fazer parte do grupo prioritário da 1ª fase da campanha de imunização. Em nota, a prefeitura informou que os citados ainda não foram notificados, mas “que continuam à disposição das autoridades e que assim que forem notificados para esclarecimentos, irão colaborar com a Justiça”.

Recomendado para você

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *