Deprecated: Function create_function() is deprecated in /home/devadm/public_html/blogs/wp-content/themes/opovotheme-mosaic/includes/widgets/widgets-video.php on line 104
Pós-quarentena: Fecomércio ajudará empresas na adaptação ao mercado

Radar do Comércio

Pós-quarentena: Fecomércio ajudará empresas na adaptação a novo mercado

Pessoas em frente a notebooks, escrevendo em planilhas; pós-quarentena será mais um desafio para empreendedores

Antes da reiniciar atividades, empresas precisam fazer diagnóstico interno e planejar as operações de venda para o pós-quarentena (Imagem: Free-Photo por Pixabay)

Serviço online do Senac vai auxiliar na reabertura após o isolamento. Site de vendas e banco digital da Fecomércio vão entrar em operação

No momento em que completa 72 anos a Federação do Comércio vivencia um contexto social semelhante ao período em que foi fundada, foi o que destacou o presidente Maurício Filizola no programa Mundo Fecomércio desta quarta-feira (27). Em 1945, quando os empresários se reuniram na histórica Conferência Nacional das Classes Produtoras, País enfrentava surtos de poliomielite e tuberculose. Nessa época, a classe empresarial teve de se agregar para ajudar a população e a economia do País a se reerguer. 

Atualmente, em meio à epidemia de Covid-19 e com as empresas prestes a iniciar o processo de reabertura pós-quarentena, a Fecomércio está amparando o setor de comércio de bens serviços e turismo com orientação empresarial e ações para reposicionamento em um mercado que apresenta mudanças.

Filizola demonstrou reverência aos empresários pioneiros que deram início ao Sistema S. “A Carta da Paz Social visa a criação desses serviços e trazer para a sociedade a solidariedade, principalmente as ações que são bem presentes dentro do Sistema. A atuação do Sesc na área social, contemplando lazer, saúde, assistência, educação, e também favorecendo o crescimento dos colaboradores com a formação muito bem desenvolvida pelo Senac”, afirmou.

Leia também | Confira os artistas que participam do Tudo em Casa Fecomércio até este domingo

No Ceará, o Sistema Fecomércio foi implementado no ano de 1948 e hoje contempla mais de 150 mil empresas por meio de 34 sindicatos patronais com ações voltadas à qualidade de vida e à capacitação profissional para trabalhadores e empresários do segmento. Em sua entrevista, o presidente explicou a fonte mantenedora dos serviços de Sesc e Senac.

“Os recursos vêm dos empresários do comércio de bens, serviços e turismo, quando, sobre a folha de pagamento, é destinado 1,5% para o Sesc em cada colaborador e para o Senac 1% para colaborar com a formação profissional”, detalhou Filizola.

Quando foi decretada a quarentena, todas essas empresas, que juntas representam 75% do PIB do Ceará, pararam suas atividades. A Federação participou do plano de reabertura junto ao setor produtivo e ao Governo estadual e vai auxiliar os empreendedores a entender o novo cenário de mercado e o comportamento do consumidor pós-quarentena.

“O momento em que essa empresa fechou lá atrás, pelo dia 20 de março, é diferente de como ela deverá reabrir em junho. A gente tem que entender esse novo consumidor” aconselhou o empresário. Entre as mudanças estão a preocupação com a higiene dos ambientes o compromisso ambiental e a migração para o comércio digital.

Para essa adaptação, a Fecomércio criou o site Tá Fácil Vender, que está em fase de finalização. Na plataforma de market placeos empresários vão poder cadastrar produtos, serviços e promoções. Senac vai oferecer mentoria online para empresas realizarem diagnóstico e recriarem seu planejamento estratégico pós-quarentena.

“Teremos apoio, nesse momento da retomada, de uma ferramenta online de planejamento estratégico para as empresas. Uma forma interativa delineada pelo Senac em parceria com IXL Center para gestão da retomada, olhando o mercado, o marketing, as operações de venda, a parte financeiraAs pessoas estão diferentes, o relacionamento está diferente e as empresas também. Esta é a nossa função: dar estas ferramentas para eles estarem construindo esse novo momento com mais solidez, afirmou.

A Federação também buscou investidores e lançou o Fecomércio Bank com taxas e serviços facilitados para os empresários do Comércio. “Estamos sempre buscando conhecer os empresários e suas necessidades e trouxemos uma ferramenta de fomento financeiro. As empresas podem se cadastrar, tanto pessoa física como jurídica. Há uma negociação de taxas de cartões diferenciadas, operações de crédito, serviços de folha de pagamentos, recebimento de títulos, cartões pré e pós-pagos, certificação digital. Uma plataforma que incentiva vários serviços”, explicou o presidente.

O programa especial sobre os 72 anos do Sistema Fecomércio também teve participação do Diretor Regional de Sesc e Senac, Rodrigo Leite; da Diretora de Programação Social do Sesc, Patrícia Rinaldi e do Gerente de Desenvolvimento e Tecnologia Educacional no Senac Ceará, Sidarta Cabral. Os gestores falaram sobre a relevância social e econômica do Sistema Fecomércio e as transformações que estão acontecendo. Você pode ouvir pelo podcast Mundo Fecomércio no Spotify ou no perfil do O Povo online no Facebook.

Recomendado para você