Radar do Comércio

Inscrições abertas para Educação de Jovens e Adultos em nove cidades do Ceará

Homem sentado estudando, em referência as inscrições abertas para EJA

As vagas de EJA disponíveis são para as turmas de Ensino Fundamental Anos Iniciais (1º ao 5º ano), Ensino Fundamental Anos Finais (6º e 9º ano) e Ensino Médio (1º e 2º ano) (Foto: Pexels)

Realizado pelo Sesc, o projeto é gratuito e tem vagas para Fortaleza, Itapipoca, São Gonçalo do Amarante, Ibiapina, Iguatu, Sobral, Quixeramobim, Crateús e Aracati

De 18 a 29 de janeiro, os interessados em retomar os estudos poderão se inscrever para a Educação de Jovens e Adultos (EJA) em algumas Unidades da rede Escolar do Sesc Ceará. Trata-se de uma oportunidade única e gratuita para homens e mulheres que desejam ampliar sua escolaridade e adquirir novos conhecimentos. Para 2021, serão ofertadas vagas para as turmas destinadas ao ensino fundamental e ensino médio em Fortaleza e Região Metropolitana, Itapipoca, São Gonçalo do Amarante, Ibiapina, Iguatu, Sobral, Quixeramobim, Crateús e Aracati, de acordo com a capacidade de oferta de cada Unidade.

Os cursos são destinados para trabalhadores do Comércio ou seus dependentes e alunos matriculados ou egressos da Rede Pública de Ensino, com renda familiar de até três salários mínimos. As vagas disponíveis são para o Ensino fundamental Anos Iniciais (1º ao 5º ano), Ensino Fundamental Anos Finais (6º e 9º ano) e Ensino Médio (1º e 2º ano). A idade inicial para a matrícula nos cursos de EJA é a partir de 15 anos para o Ensino Fundamental e a partir de 18 anos para o Ensino Médio, conforme previsto na LDB. Para participar, os interessados devem comparecer às unidades ofertantes Educar Sesc e Sesc Ler nas respectivas cidades, das 8h às 17h, com cópias de RG, CPF e comprovante de endereço do candidato e de seus responsáveis, caso seja menor de idade.

LEIA MAIS | Aprenda a forma correta de manipular os alimentos

Além disso, é necessário apresentar duas fotos 3×4, declaração de conclusão anterior com resultado final, histórico escolar e a carteira do Sesc, em caso de ser trabalhador do comércio ou dependente. Também é necessário levar comprovante de renda atual. Com início programado para o dia 18 de janeiro de 2021, as aulas irão acontecer de acordo com os protocolos permitidos para cada Município e o ensino poderá ocorrer de forma remota e/ ou híbrida. As vagas são limitadas.

Mais informações e os contatos dos locais de inscrição estão no site do Sesc.

Nunca é tarde para (re)começar    

Há muitas razões pelas quais os brasileiros abandonam as salas de aula e, consequentemente, não concluem seus estudos. Segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios, divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em julho de 2020, um dos principais motivos para a evasão escolar é a necessidade de trabalhar. Essa foi a resposta dada por 39,1% dos entrevistados em um levantamento realizado no segundo trimestre de 2019. Além disso, ainda segundo o IBGE, 20,2% dos brasileiros com idade entre 14 e 29 anos não completaram o ensino médio.

Esse foi o caso de Nágila Alves, auxiliar de serviços gerais, que parou de estudar aos 13 anos quando saiu de Catunda, Ceará, para trabalhar em Fortaleza. Nessa época, ela sabia escrever apenas o básico. Ler um livro, por exemplo, era bem difícil. No entanto, cerca de 10 anos depois, percebendo que precisava retornar às salas de aula decidiu entrar na EJA. A motivação veio após o nascimento da filha, que atualmente tem seis anos de idade. “Eu vi que tinha que dar o exemplo para ela”, revela.

O começo não foi fácil, uma vez que Nágila, que atualmente tem 29 anos, estudava e trabalhava ao mesmo tempo, além dos cuidados com a filha pequena. Mas, com o auxílio dos professores e toda a equipe da EJA, conseguiu seguir adiante. “O bom da Escola Educar Sesc é que eles se esforçam e realmente se preocupam com todos os alunos. Eles sempre entram em contato quando você falta uma aula, por exemplo, sempre incentivam, colocam a gente para cima. Minha professora costumava dizer que eu era um exemplo, que eu tinha uma história e isso me motivou bastante”, destaca.

Não por acaso, Nágila Alves faz questão de afirmar que, graças à EJA, conseguiu realizar o seu maior sonho: entrar na faculdade. Hoje, ela é uma orgulhosa e dedicada aluna do curso de Radiologia.

Recomendado para você

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *