Radar do Comércio

Psicóloga fala sobre cuidados com a saúde mental no trabalho

Homem com dor de cabeça, que é um dos sinais de desequilíbrio emocional; confira dicas para ter saúde mental no trabalho

A saúde mental está relacionada ao equilíbrio entre todas as instâncias da vida de uma pessoa (Foto: Unsplash)

Dentre os sinais de desequilíbrio emocional, estão dificuldade de sono, irritabilidade e dores crônicas 

Dentro da programação interna do II Congresso de Educação Sesc Senac, que tem como tema Inteligência Emocional em Tempos Adversos e a Atuação Docente, aconteceu, nesta quinta-feira, 25, o Workshop de Saúde Mental e Emocional do Profissional de Educação, realizado pelas psicólogas Natália Gama, da Escola Educar Sesc I, e Adriana Pontes, da Escola Educar Sesc II.

Durante o encontro, foram apresentados conceitos, técnicas e vivências relacionadas às emoções e atitudes dos profissionais que atuam no ambiente escolar, em especial, nas unidades Sesc do Ceará. De acordo com Adriana Pontes, pós-graduanda em Neuropsicologia e em Educação Especial, manter um equilíbrio emocional é fundamental para que os educadores contribuam com a transformação da sociedade. “Falar de saúde mental e emocional é tão importante quanto o ensino de matemática e português, pois apenas com a naturalização dessas falas será possível fazer diferença no mundo em que vivemos”, analisa.

LEIA MAIS | José Pacheco aponta que desafios podem gerar oportunidades na Educação

Percebendo a saúde mental como um equilíbrio entre todas as instâncias da vida de uma pessoa, Adriana fala sobre a importância do autocuidado, da escuta qualificada, da busca por ajuda externa e de hábitos saudáveis para que se alcance o bem-estar pessoal, proporcionando, assim, gerar um bem-estar no outro. Entre os recursos citados para buscar soluções que ajudam na harmonia individual, estão leitura, atividade física, passeios, psicoterapia, mudança de ambiente, práticas alternativas, entre outros.

“A gente está levando contribuições para a formação dos indivíduos, não é só transmitir uma matéria, não é só ensinar matemática ou física, por exemplo, mas também conceitos de inteligência emocional, sobre empatia e relacionamento interpessoal. Nós participamos da formação social dos alunos, de como ele se veem e se relacionam com os outros também”, explica.

Fique atento aos sinais 

Ter momentos de irritabilidade, segundo a psicóloga, é um direito de cada um, no entanto, o excesso é prejudicial no momento em que esse sentimento extrapola e atingi as pessoas ao redor. Por isso, é importante estar atento aos sinais de desequilíbrio emocional para buscar ajuda, para entender se está na hora de procurar um tratamento.

“Ninguém consegue nem precisa dar conta de tudo a todo instante, é necessário observar os excessos, quando isso prejudica minhas relações e minhas atividades. A dificuldade de sono, a irritabilidade, dores crônicas, perda do prazer no que antes era prazeroso, o isolamento, a explosão. Precisamos nos conhecer e nos cuidar para reagir às adversidades de forma equilibrada, pois quando a gente cuida de si e do outro, formamos uma sociedade melhor”, pontua.

No ambiente escolar, muitas vezes o aluno se apaixona pela matéria por conta do professor que está levando o conteúdo, não só pelo conhecimento didático e pedagógico, mas também pelas atitudes como pessoa, pelo acolhimento e cuidado. Nesse sentido, quando o profissional ou o setor está fragmentado, o todo sofre prejuízos, principalmente o aluno que está em formação. “Precisamos encontrar pontos de apoio que nos ajudem nesse processo, promover a comunicação com o outro, a escuta empática e estar aberto às relações interpessoais”.

Ter inteligência emocional é se autoconhecer, reconhecer as suas fraquezas e compreendê-las sem estigmas e preconceitos para procurar ajuda seja dos colegas, amigos, familiares ou de profissionais especializados. Para dar o primeiro passo nesse processo, Adriana repassou algumas dicas de aplicativos, filmes, canais no Youtube para ajudar na busca de equilíbrio emocional. Confira:

Aplicativos:  

– A respiração guiada – Air Respiração;

– Medite.se;

-Evernote;

-Beba Água;

– Mobillis;

Canais no Youtube: 

-Minutos psíquicos;

-Psicoativo TV;

-Christian Dunker;

Filmes: 

– A culpa é das estrelas;

– Extraordinário;

– O milagre da cela 7;

– Os intocáveis;

Para conhecer a programação completa do II Congresso de Educação Sesc Senac e realizar a inscrição gratuita, acesse o site do congresso.

Recomendado para você

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *