Respirando Música

[CRÍTICA] “ARTPOP” – Lady GaGa

Dois anos depois do lançamento de “Born This Way”, Lady GaGa retorna ao foco musical com o “ARTPOP“, lançado ontem mundialmente. Mas será que o CD é tão bom assim? Vejamos a singela opinião de um amante de música pop que não gosta de Lady GaGa. Se fosse você, leria até o fim.

O primeiro single do disco de Stefani Joanne Angelina Germanotta é ‘Applause‘, que chegou ao topo do iTunes em mais de 47 países com menos de 24 horas do lançamento. É uma música bem teatral, cheia de eletrônico e muito poder vocal, mostrando o que a cantora pode fazer com seu principal instrumento de trabalho.

[EXTRA: No clipe de ‘Applause’, temos imagens representando cada canção do CD. Você percebeu isso?]

Lançado dia 12 de agosto, ‘Applause‘ foi um grande estouro e começou a ativar os fãs pelo que poderia vir no álbum a ser lançado apenas dois meses depois. Muita expectativa não foi em vão.

Ao chegar nos ouvidos dos fãs de forma ilegal, duas semanas antes do lançamento, “ARTPOP” vem mostrar uma nova fase de GaGa, mais madura, mais enxuta [na medida do possível], mais limpa, mais musical. Seu novo CD traz muito sexo, sensualidade, poder, glammour, romance e ostentação [ela não poderia ficar de fora dessa, né?].

As faixas ‘Sexxx Dreams‘, ‘Venus‘, ‘Donatella‘, ‘Aura‘ e ‘G.U.Y.‘ são as mais deliciosas, as mais sexies. Elas falam basicamente sobre diferentes sensações envolvendo direta ou indiretamente o sexo em sua forma mais romântica, sem a vulgaridade que vem logo à mente. Mostram os desejos mais escondidos dos amantes, mesmo um deles não sabendo que é amado, tornando nossos sonhos molhados mais gostosos.

A única música lenta do CD é ‘Dope‘ e nos passa a impressão de que é uma versão acústica de uma canção que estará no relançamento de “ARTPOP” no futuro. Não me surpreenderia se isso acontecesse de fato. O que não é um ponto negativo no trabalho de GaGa, pelo contrário.

A música que dá nome ao CD, ‘ARTPOP’, é um calmante para quem está iniciando as preliminares. Sim, é isso mesmo que você leu. É uma música que pode entrar pra lista acima como uma das mais deliciosas do disco. cheia de truques e mensagens entrelinhas, a produção brinca com o nosso imaginário de uma forma que lembramos de momentos inesquecíveis. Sim, momentos sexuais.

O CD é de todo muito gostoso de se ouvir e é bem sensual. Tanto sobre sexo que foi dito anteriormente não é sem nexo.

Vejamos o que ela está preparando com o segundo single do álbum, ‘Do What You Want‘ com participação de R. Kelly, que foi tão bem vinda pelo público, que a fez mudar a estratégia de divulgação, já que ‘Venus’ foi divulgada como segundo single, mas depois da divulgação de ‘Do What You Want’, que a colocou no topo de paradas em mais de 70 países, tudo foi modificado. Que bom! ‘Do What You Want‘ é uma das músicas mais maduras e premiáveis do CD.

“ARTPOP” é, sem dúvida, um dos melhores CDs do ano. Digo isso com a certeza de que não gosto do trabalho no geral de Lady GaGa, mas que esse CD poderá mudar meu pensamento sobre o trabalho dela dentro dos estúdios de gravação, já que o que ela faz na rua não me agrada.

Mas o que isso tem a ver, não é mesmo? Não estamos aqui para julgar seus atos externos, queremos música. Queremos mais pop. Queremos mais ARTPOP!

Recomendado para você