B2POP Marketing Digital

Não sabe por onde começar uma estratégia de mídia paga? A gente te ajuda

Caro leitor, antes de entrarmos no conteúdo em si do nosso artigo, permita-me fazer uma simples pergunta. Há 20 anos atrás, se você quisesse comprar um sapato ou roupa, qual seria suas opções? Muito provavelmente você irá me responder: poderia ver na tv, em revistas, catálogos ou ir na loja física. 

Porém, hoje em dia, apesar de boa parte dessas opções ainda existirem, com o advento da internet responder esse tipo de pergunta ficou mais fácil. Ou melhor, ficou a um palmo da sua mão! 

A internet foi a mola propulsora para o desenvolvimento de novos hábitos de consumo e de novas maneiras de se comunicar com sua audiência ou seus consumidores. A comunicação ficou mais rápida, os custos ficaram mais baratos e, hoje em dia, qualquer pessoa pode atingir várias pessoas com seus conteúdos através da internet. 

Nesse artigo vamos discutir sobre as principais formas de atingir pessoas através da mídia paga e como você pode começar a usar dessas estratégias: 

  • O que é a mídia paga: Orgânico vs Pago 
  • Quais são as principais plataformas de mídias.
  • Por onde começar essa estratégia?

O que é a mídia paga: Orgânico vs Pago

Um dos conceitos mais básicos e importantes para o marketing digital é entender a diferença entre mídia paga e mídia orgânica. São duas estratégias que são inerentes ao seu marketing e saber diferenciá-las e usar todo o seu potencial é uma grande vantagem para o seu negócio. 

Em resumo, a principal diferença entre uma estratégia orgânica e uma paga é a forma de investimento. Começando da maneira mais fácil, na mídia paga é quando você empreendedor paga para plataformas ou portais para que sua marca ou anúncio apareça para o público dela. Podemos tomar como exemplo os anúncios vinculados no Facebook, no Instagram, na rede de pesquisa do Google e em sites. 

De outra forma, a mídia orgânica, muitas vezes é veiculada nessas mesmas plataformas, porém, você não paga para que esses anúncios ou postagens sejam impulsionados para sua audiência ou pessoas que não conhecem sua marca. Cada plataforma tem seus próprios algoritmos que ditam a forma que essas postagens aparecem para seu público.

Um exemplo é o algoritmo do Instagram. Hoje, uma postagem orgânica nessa plataforma só aparece para cerca de 5% dos seus seguidores. Digamos que você tenha 600 seguidores, ao realizar uma postagem, devido ao algoritmo da plataforma limitar a quantidade de pessoas que veem sua plataforma, essa postagem só vai aparecer para cerca de 30 ou 50 pessoas. 

Quais são as principais plataformas de mídias paga.

Como hoje a discussão é centrada em torno da mídia paga, não vamos nos aprofundar nas mídias orgânicas. Mas o que é importante saber é que não existe uma estratégia melhor que a outra. O ideal é que seu negócio faça uso das duas estratégias para fortalecer sua marca e gerar vendas. 

Se tratando de mídias pagas, hoje nós temos duas grandes plataformas que são responsáveis por cerca de 90% dos anúncios de mídias pagas geradas na internet. Que são o Facebook e o Google. 

Cada plataforma tem seus próprios gerenciadores e possibilidades. E é pra falar um pouco sobre essas possibilidades que estamos escrevendo esse artigo.

Facebook e Instagram

Hoje, caso você queria fazer um anuncio no Facebook e no instagram, é pelo gerenciador do Facebook que você irá planejar esses tipos de campanhas. Falo isso porque muita gente não sabe que os anúncios do instagram são criados também pelo gerenciador do Facebook. 

É por lá que você poderá fazer anúncios no feed do seu instagram, nos seus stories, no feed do facebook e outros tipos de posicionamentos de anúncios que a plataforma oferece. 

O instagram até oferece a possibilidade de você impulsionar anúncios dentro da sua plataforma, mas essa opção apresenta menos possibilidades em comparação com o gerenciador do Facebook. 

Google

Também conhecido como Google Ads e antigamente como Google Adwords, os anúncios que são veiculados por essa plataforma aparecem exclusivamente nos produtos do Google, que são: A rede de pesquisa, rede de parceiros, rede de display e aplicativos.

Sabe quando você faz uma busca no Google e aparece como resultados vários anúncios? Pois bem, essa é a rede de pesquisa. Como o nome já nos explica, essa modalidade de anúncio é vista sempre na página de principal de pesquisa do Google. 

Já a rede de parceiros, consiste num conjunto de sites e blogs, que contam com espaços em sua estrutura próprios para a divulgação de banners em forma de anúncio. Você pode escolher por exemplo, sites de um determinado nicho para veicular sua oferta. Já a rede de display e aplicativos, consiste também em espaços publicitários em apps e produtos da play store de celulares. 

Por onde começar essa estratégia?

A primeira questão fundamental numa estratégia de mídia paga consiste em decidir qual tipo de plataforma usar. Qual é a melhor? A plataforma do facebook ou a do Google? A resposta é: Depende. Mas usá-las em conjunto vai te trazer um maior retorno do que usando em separado. 

Mídia de atenção e mídia de intenção

A principal forma de escolher qual plataforma usar consiste em entender os conceitos de mídia de atenção e mídia de intenção. 

No google, parte dos anúncios nos é mostrado quando fazemos uma pesquisa por uma certa palavra-chave. Por exemplo, eu vou na barra de pesquisa e digito “comprar casas”.

Ao fazer esse tipo de pesquisa, a plataforma do Google entende que eu tenho interesse em resultados relacionados a esse tema. Por isso se diz que, os anúncios veiculados nesta plataforma são uma mídia de intenção. Pois, apenas os anúncios relacionados as palavras-chave que eu estou pesquisando aparecerão para mim.

Já no Facebook e Google o mecanismo é diferente. Já que seus anúncios competem pela atenção das pessoas com outras postagens de amigos e familiares. Imagine só, você acessa o seu perfil do instagram, rola o feed e ver várias fotos e postagens de seus amigos e enquanto você passa esses posts aparece um anúncio. A dinâmica é justamente essa, anúncios entre as postagens da sua rede de amigos.

Por isso se diz que os anúncios do Google são anúncios de intenção e anúncios do Facebook e instagram são anúncio da atenção. 

Principais etapas do planejamento de mídia paga

Enfim chegamos ao prometido no título desse artigo, a parte onde vamos te mostrar as principais etapas desse tipo de planejamento. Aqui a nossa intenção é te passar um passo a passo geral com as boas práticas de definição de campanhas. 

Passo a passo:

1º: Definição do orçamento total e dos dias que a campanha irá durar 

2º: Definição das plataformas que os anúncios serão veiculados

3º: Definição dos públicos, interesses ou palavras-chave da campanha

4º: Criação das peças dos anúncios e textos com as ofertas 

5º: Inicio das campanhas nos gerenciadores 

6º: Acompanhamento e otimização de campanhas

Conclusão

Neste artigo te mostramos os principais conceitos básicos que você precisa saber para iniciar uma campanha de mídia paga. Desde as principais plataformas aos tipos de mídias e seus posicionamentos existentes.

O estudo de marketing digital pode levar tempo, esforço e com certeza muito investimento. É por isso que muitas vezes é preciso terceirizar parte do trabalho para profissionais que já fazem isso com experiência. Caso tenha dúvida e interesse em saber como podemos te ajudar com suas campanhas, acesse nosso instagram ou entre em contato com a gente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.