Sincronicidade

Uma vida dedicada à genealogia

870 24

livro_ferr01As estrelas brilham no céu e na terra, algumas pessoas é que ainda não estão na posição de ver e sentir a intensidade do brilho de cada uma.

Assis Arruda

[Arruda, Assis. Genealogia sobralense: Os Ferreira da Ponte – 1679-1997 – Volume IV, Tomo I. Fortaleza,Ce.: IOPMS, 1997, p. 11.]

Há alguns dias, ao chegar em casa, Naza falou que um parente meu tinha telefonado para pedir algumas informações sobre a nossa família e uma fotografia para um livro que está escrevendo sobre a genealogia dos Arruda. Antes mesmo que Naza dissesse o nome do interlocutor eu já sabia de quem se tratava, interpelando-a sem medo de errar: “A pessoa que telefonou foi o Assis Arruda?” A resposta foi afirmativa.

Na manhã seguinte, telefonei para o numero que Naza havia anotado. O Assis não se encontrava, mas fui amavelmente atendido por Da. Silvéria, sua esposa. Identifiquei-me e disse que gostaria de falar com o Assis. No dia seguinte, tornei a ligar e, desta vez, o encontrei. Combinei de ir naquela mesma noite ao seu apartamento para uma visita.

Às vinte horas cheguei ao seu apartamento, sendo recebido com muita gentileza por Assis e Da. Silvéria. Sentamos-nos à varanda e, durante duas horas, conversamos animadamente.

Assis Arruda, cujo nome completo é Francisco de Assis Vasconcelos Arruda, nasceu em Sobral a 18 de novembro de 1948. Formou-se engenheiro foto_Assisagrônomo e, desde 1976, faz parte da equipe de pesquisadores da EMBRAPA. Além do Mestrado em Nutrição Animal pela Faculdade de Agronomia do Ceará, concluído em 1982, esteve na Espanha de 1989 a 1993, onde concluiu o Curso de Doutorado na Escuela Técnica Superior de Ingenieros Agrónomos da Universidad Politécnica da Madrid, España.

Apesar das muitas atividades que desempenha, Assis ainda encontra tempo para se dedicar à difícil seara dos estudos genealógicos, o que tem feito desde 1970, com vários livros publicados sobre as famílias da Ribeira do Acaraú. Os prazeres e percalços proporcionados por tais estudos foi o tema principal da nossa conversa.

Logo que me sentei, Assis me mostrou um grosso volume encadernado. Ao tomá-lo em minhas mãos, vi que se tratava de um dos tomos da nova edição que está em andamento sobre a genealogia dos Arruda. Ao folheá-lo, pude constatar a forma curiosa como o Assis trabalha seus livros. Depois de digitar os dados no computador, as páginas são impressas e encadernadas em capa dura. A partir daí, ele vai colando novas páginas sobre as antigas à medida que novos dados vão sendo coletados.

livro_pagNum determinado momento, convidou-me a conhecer seu gabinete de trabalho. Ali encontrei enfileirados os livros já publicados pelo autor. Mas o que me impressionou mesmo foi a quantidade de volumes do que serão futuras publicações. Assis trabalha simultaneamente em vários projetos genealógicos. Todos os dados relativos aos estudos em andamento estão encadernados e rigorosamente postos em ordem nas diversas prateleiras espalhadas por diversos cômodos, pois logo mais eu viria a descobrir que ele transformou diversos compartimentos do apartamento em pequenas bibliotecas onde acondiciona em prateleiras os volumes.

Fiquei impressionado com a quantidade de dados armazenados por Assis. No seu lugar, eu não conseguiria dar conta de tanto material. A parafernália de documentos acumulados é enorme, e só mesmo um senso de organização muito rigoroso para conseguir manter tudo em ordem de forma a estar disponível quando necessário. Se eu já admirava os genealogistas, depois da visita ao Assis decuplicou essa admiração. Inclusive porque, no seu caso, todo o trabalho é feito a suas próprias expensas, tendo que arcar com todo o ônus financeiro das pesquisas.

A pesquisa genealógica exige fôlego, posto ser um trabalho sempre em andamento, nunca sendo totalmente concluído, como afirma o Pe. F. Sadoc de Araújo: “Não há livro de genealogia que seja perfeito e completo, pois aborda matéria inesgotável e sempre sujeita a novos enriquecimentos. Restam sempre vazios a preencher com os resultados de pesquisas posteriores. Neste assunto, quem desejar obra acabada, nunca conseguirá fazê-lo. Estudo genealógico é trabalho de muitas gerações” (Apresentação ao livro: “Arruda, Assis. Genealogia sobralense: Os Gomes Parente – 1742-1999 – Volume II, Tomo IV. Sobral, Ce.: Imprensa Oficial do Município de Sobral, 200,  p. 794.)

24 Comentários

  • Estimado primo Vasco, carinhosamente conhecido pelos familiares e amigos. Fiquei surpreso com a forma que descreveu sua discreta visita a este primo genealogista. Sua narrativa é encantadora, agradável, rica em detalhes, que nos leva ao momento presente do acontecimento. Sou grato, pelo reconhecimento e pela sua iniciativa em editar esta matéria sobre a vida de um Genealogista, retratando assim, a caminhada de muitos outros historiadores dessa arte que é fazer genealogia.
    Assis Arruda.

  • Vasco disse:

    Caro primo Assis,
    Grato por suas generosas palavras ao comentar o meu texto. O que escrevi foi apenas a expressão mínima do reconhecimento por tudo o que você, arrostando toda sorte de difiuldades, tem feito pela preservação da memória não só da família Arruda, mas igualmente de outras famílias da região norte do Estado do Ceará.
    Um abraço fraterno,
    Vasco

  • KELVIANNE disse:

    QUERO MUITO UM LIVRO “FERREIRA DA PONTE” E “ARRUDA”…COMO FAÇO PARA ADQUIRI-LOS????MORO EM SOBRAL….

  • jackson arruda de vasconcelos disse:

    quero saber mas das minhas origem moro em teresina pi

  • Benedito Doremberg Menezes de Azevedo disse:

    MEu caro Assis,

    Antes de tudo, meus parabens pela brilhante idéia da Geanologia Sobralense.
    Gostaria de passar para voce os meus dados pessoais. ou parte de minha autobiografia.Nasci em Salvador-Bahia, há 26 de maio de 1942. Embora não seja Sobralense , mas tenho Sobral como minha terra mãe.Formado em Ciências Economicas,pela Universidade Católica de Salvador, com curso de pós-graduação em Admininstração Financeira. Retornei depois a essa Universidade para cursar Direito, porém não cheguei a concluí-lo, pois já estava aposentado da Justiça Federal do Trabalho- TRT-5a Região-Bahia. Ficaria muito honrado se me enviasse o seu e-mail,para dorembergazevedo@yahoo.com.br. para uma melhor comunicação.
    Um abraço,
    Doremberg

  • Renata Arruda disse:

    Meu Pai Assis Arruda,
    Um Homem de garra e determinação. Nasceu com esse DOM, da genealogia. E tem dedicado muitas horas de sua vida a esse grandioso trabalho.
    Que DEUS continue lhe dando Saúde e coragem para continuar realizando esse lindo trabalho. Só temos a lhe agradecer.
    Ao Sr. Vasco, GRATA por essas Belas e Sábias palavras de reconhecimento ao Sr. Assis Arruda.

    Renata Arruda

    • Vasco Arruda disse:

      Oi, Renata,
      Embora não a conheça pessoalmente, quero dizer que foi com muita alegria que li seu comentário. Quanto ao que escrevi sobre o seu pai, foi apenas a expressão da verdade pois o Assis é, de fato, um grande genealogista. Pena que, mesmo sabendo-se de todas as dificuldades que ele tem enfrentado ao longo do seu tranbalho, este ainda seja tão pouco reconhecido e valorizado, até mesmo por pessoas da família. Mas, seguramente, as gerações que nos seguirão saberão valorizar o grande serviço que o Assis tem prestado no sentido de preservar a memória não só da família Arruda, mas de outras tantas a cujos estudos genealógicos tem despendido boa parte do seu valioso tempo.
      Um abraço fraterno,
      Vasco

  • José Clovis Arruda disse:

    Olá que bom saber que alguém escreveu uma tão interessante assim, como faço para adiquirir uma obra desta (“FERREIRA DA PONTE” E “ARRUDA”) .
    Grande abraço

  • FRANCISCO RIBEIRO ARRUDA disse:

    HOJE MORO EM BRASILIA, SOU SERVIDOR PUBLICO MAIS AMO MEU CEARA, MINHA FAMILHA ENTÃO PROCUREI VER SE ENCONTRAVA ALGUMA COISA COM RESPEITO AMINHA FAMILIA; SABIA DA HISTORIA DE UM LIVRO ONDE TEM O NOME DE TODOS OS ARRUDA, ENCONTREI ALGUNS PARENTE. SOU FILHO NATURAL DE SOBRAL E ME ORGULHO DE FAZER PARTE DESTA GENTE QUERIDA BJ A TODOS.

  • Antônio Washington de Almeida Gondim disse:

    Caro Arruda,

    Lembra de mim, Antônio Gondim, colega no curso de Agronomia? Que prazer encontrá-lo, ainda mais sabendo que você escreve sobre genealogia. Lembro que você sempre gostou desse tema, inclusive falávamos sobre os Cabrais de Vasconcelos, família do meu primo prof. Meinardo, e de minha esposa Rosário.

    Vejo livros de sua autoria e fico feliz com isso, pois você sempre foi boa gente e um bom colega.

    Abraços e aguardo notícias.

    Gondim

  • Assis Arruda disse:

    Agradeço a todos os estimados amigos e parentes pelas palavras de incentivo indico nosso site para uma visão de toda coletânea genealógica que estamos desenvolvendo. Este ano estamos lançando o Dicionário Biográfico da Família Gomes Parente com quinhentas biografias de todestauqe, todos descendentes do português patriarca da família o Cel. Inácio Gomes Parente. Mais uma vez venho agradecer ao estimado primo Vasco pelo apoio e amizade,

  • Assis Arruda disse:

    Estimados amigos e parentes descendentes de Amaro José de Arruda, quero agradecer as palavras de e comunicar-lhes que estamos durante o mes de julho deste anos estaremos lançando um Dicionário Biográfico da Família Gomes Parente com quinhentas biografias de destaque desta família, todos descendentes do Cel Inácio Gomes Parente.
    Quero mais uma vez ser grato ao estimado primo pelo apoio pela divulgação de nosso trabalho.

  • Oseias Ferreira da Fonseca disse:

    Olá, caro assis arruda, gostei do blog comecei a pesquisar e fazer a arvore genealogica da minha familia. gostaria de algumas dicas, tenho procurado e pesquisado na internet e como é dificil encontrar os nomes que procuramos, estou a procura dos meus ancestrais consegui chegar até nos meus bisavós por parte de Mãe. na verdade gostaria de saber se vc nas suas vastas pesquisas nao ouviu falar sobre Bernardo Ferreira do Nascimento, a informação que eu tenho é que ele veio de Sobral/Ce e nasceu em 20 de agosto de 1888 era filho de Saturnino Ferreira do Nascimento e Maria Bezerra do Nascimento. veio para o Amazonas mas precisamente Alvarães/AM. porfavor entre em contato se possivel…

  • Oseias Ferreira da Fonseca disse:

    Muitissimo obrigado. Valeu…

  • ELENILDO ARRUDA NUNES disse:

    Moro na cidade de Princesa Isabel-PB, filho de José Arruda Campos e Maria de Lourdes Campos, meu pai nasceu em Milagres-CE, em 1912, filho de Aristides dos Santos e Luiza Arruda Campos. gostaria de mais informações sobre a nossa fam´lia ARRUDA.

    Obrigado.

  • Laercio Arruda Guilhem disse:

    Minha genitora Maria Louza Arruda nasceu em 15.05.1940, no município de Missão Velha/CE, filha de Maria Joana de Jesus e José Francisco de Souza, tendo se mudado para Mirante do Paranapanema/SP quando criança, contudo, perdeu contato com seus familiares. Tem irmãos pelos seguintes nomes: Antenor, Letícia, Francisca, Maria e Gerson. Se alguém puder dar alguma informação. Agradeço. Laércio (67) 9981.3066 e 3384.0879.

  • Delmy Oliveira disse:

    Realmente o nosso amigo Assis Arruda não para de nos surpreender.
    Cada vez mais admirando este homem que consegue ao mesmo tempo, conciliar genialidade, constância e determinação, com simplicidade, humildade e sabedoria de um espirito antigo, e ao mesmo tempo mantendo a curiosidade e a vivacidade de uma criança encantada com o mundo ao seu redor.
    É um privilégio ser seu amigo, e sua vida uma inspiração!

  • vantuil Arruda disse:

    Caro sr. Francisco Arruda,
    Muito interessante seu trabalho em desvendar a raiz genealógica da familia ARRUDA, pois eu ha venho fazendo isso tbm… A familia se estendeu e vieram parar em Belo Horizonte MG, e consegui a extensão antepassados até tataravô João Alberto de Oliveira Arruda, ….. Todos com fotos… Pretendo seguir as descobertas…. Quem sabe no seu livro tenha-se mais essa descoberta?! …. preciso saber mais do livro… muito obrigado….

  • ROSILMAR PARENTE PORTELA DE AGUIAR MACHADO disse:

    Sou Rosilmar Parente Portela de Aguiar Machado, filha de Raimundo Portela de Aguiar, filho de Carmelina (Valentina) Portela (Carmelina Machado Portela) e Alderico Néri de Aguiar. Encontrei meu pai e meus avós em seu livro, gostaria de saber mais e de poder ajudar também! Casei com um bisneto dos meus avós.

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *