Sincronicidade

Os sábados não são mais os mesmos

0 2

Por ser online, pessoas do mundo inteiro podem ouvir e participar da conversa pelo chat. E eu sinto que estou construindo relações boas através da webrário. Com certeza é diferente de uma FM ou AM, mas é diferente-bom!

Adonai Elias

Dia desses recebi uma mensagem de um amigo me convidando para acessar uma Web Rádio na qual, às 23h faria a transmissão de um programa cujo locutor seria ele. Adonai Elias, o amigo que faria o programa, flechado pelo Cupido, há mais ou menos um ano rumou para outras terras e hoje reside em Belo Horizonte. Nascido em Fortaleza e apaixonado por tudo que diz respeito à nossa cultura, não podia ser diferente: dedicou o programa daquela noite à música cearense, mesclando nomes, ritmos e tempos num memorável encontro musical.

Inicialmente, pensei que a partir de então ele ficaria apresentando regularmente o programa, intitulado Matula Convida. Pouco depois, em conversa por telefone, ele me falou que fora convidado apenas para a locução daquele dia, conforme o formato do programa, que sempre leva convidados diferentes.

Durante a conversa com Adonai, arrisquei o prognóstico de que não demoraria muito para que ele fosse convidado a assumir regularmente um programa na Matula Web Rádio. Não deu outra. Logo mais, eu recebia um convite para a estreia do programa “Nasci para bailar”, que iria ao ar aos sábados das 15h às 16h. Desde então, eu e Naza, nos tornamos cadeira cativa do “Nasci para bailar”.

Adonai Elias é Publicitário e Produtor Cultural. Colunista, pesquisador musical, colecionador de discos e amante da diversidade de movimentos artísticos do Brasil. Acrescente-se a esse currículo que o dito cujo é sobrinho da Naza e nosso afilhado. A propósito do seu interesse pelo rádio, dia desses ele me falou: “Desde o fim da adolescência, principalmente quando comecei a trabalhar como produtor cultural, o mundo do Rádio e do Jornal me chamavam bastante atenção. Ver profissionais especializados em comunicar e que, através dos veículos, constroem relações fortes com as pessoas, que duram décadas, me encantou”. E arrematou, expressando o prazer do contato com o público via Web Rádio: “Experimentar um pouquinho disso é uma conquista emocional. E, ainda no quarto programa, já vejo pessoas que ficaram assíduas. Mesmo sendo pela internet, o público que acompanha o “Nasci para bailar” é muito maior que o das redes sociais, no sentido de ter gente de todas as idades, que não estão no spotify ou youtube, por exemplo”.

Mas tem mais. No dia da estreia, acessei a Matula Web Rádio um pouco antes das 15h. Tava rolando um samba muito legal, que também nos cativou. Junto com o “Nasci para bailar” descobrimos, também, o “Garagem do samba”, veiculado imediatamente antes, das 14h às 15h. Apresentando sempre ao ouvinte uma seleção primorosa de sambas e pagodes, não podia ser diferente em se tratando de um programa que vai ao ar sob a batuta do belorizontino  Danilo Miranda, que, além de cervejeiro e locutor, se metamorfoseia num baita instrumentista quando pega um cavaquinho. Portanto, quando o assunto é samba, o cara entende do metier.

Até receber o convite do Adonai, eu não sabia o que era uma Web Rádio. O fato é que, desde então, nos tornamos ouvintes assíduos da Matula Web Rádio. Outra coisa legal da Rádio Web é a interação entre locutor e ouvintes, por meio do Chat. Dia desses, durante  uma troca de mensagens entre os dois locutores e ouvintes de ambos os programas,  Danilo escreveu no chat as seguintes palavras, se referindo ao curioso fato de que, por serem sequenciados e igualmente animados, “ Garagem do Samba” e o “Nasci para bailar”  têm mantido os ouvintes ligados em ambos, desfrutando de uma boa seleção musical e bebericando uma cervejinha: “Os sábados não são mais os mesmos”. Ao ler tal mensagem, imediatamente respondi daqui: “Quando a isso, não tenho dúvidas, Danilo. Os nossos sábados, de fato, não são mais os mesmos, e os culpados por isso são você e o Adonai”. Para concluir, gostaria apenas de registrar que essa crônica foi rabiscada entre uma e outra audição de ambos os programas. Segue o link da Matula Web Rádio, com o convite aos leitores para que nos façam companhia no próximo sábado: https://matulawebradio.com.

2 Comentários

  • Que lindo, gente! Fique emocionado aqui.
    Não conheço pessoalmente, nem Adonai, nem Danilo, assim como outros vários locutores que foram sendo indicados por amigos, pessoas desconhecidas que se convidaram pra fazer parte da rádio. E absolutamente todo o cast só pensa numa coisa : numa festa pós pandemia da Matula para que todos se conheçam e possam se abraçar, agradecer, elogiar uns aos outros pelos programas sensacionais que esse canal tem.
    A história da Matula é incrível, um presente, um consolo pra todos nós nessa pandemia.
    Vida longa à Matula!

    Sou o Betão, um dos fundadores, e agradeço, em nome da Matula, por esse texto lindo! <3

  • Ângela disse:

    Muito boa a crônica! Os programas nem preciso comentar. Conhecermos a Matula por meio do Danilo e de seu programa. Agora, com a crônica, estou com vontade de “bailar”, também!
    Parabéns a todos os envolvidos!
    Um abraço carinhoso.

\

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *