Ancoradouro

Envernizamento cristão dos presidenciáveis

A religiosidade foi um fator preponderante na campanha eleitoral rumo à presidência da República nestas eleições. No último programa eleitoral o candidato do PSDB, José Serra, apareceu lendo a Bíblia, um versículo do livro da Sabedoria. Passa despercebido da grande massa a queda do tucano pela astrologia, tendo inclusive Oscar Quiroga como seu astrólogo preferido. Serra somente anunciou sua candidatura após soprar as velinhas de seu aniversário ocasião que segundo a crença nos astros estaria encerrando seu ‘inferno astral.

Plínio de Arruda Sampaio também se diz cristão. Relembrou em diversos debates de suas origens ligadas a movimento da Igreja Católica à época eivados da Teologia da Libertação. O candidato só não entra no mérito de explicar porque sendo cristão é a favor da descriminalização da maconha e do aborto, por exemplo. Vale lembrar que em um dos programas do PSOL em São Paulo foi exibido um beijo gay, feito que nem a novelista global Glória Perez conseguiu em seus folhetins.

Marina Silva do PV é a que mais poderia ter se firmado como uma opção para os cristãos. A candidata teve em seus inícios profunda ligação com a Igreja Católica. Foi graças a orientação de um sacerdote que ela chegando a São Paulo pode educar-se, conhecer Chico Mendes e se envolver na militância católica. Nos últimos anos deixou a Igreja  e passou a frequentar a denominação Assembléia de Deus. No final da disputa eleitoral Marina não conseguiu simpatia nem de um nem de outro grupo, isto devido à sua postura “em cima do muro” em questões como aborto  sobre o qual insistiu na defesa de um plebiscito para solucionar o impasse.

A candidata mais controversa no assunto é Dilma Rousseff do PT. Em diversas ocasiões enquanto ministra da Casa Civil, cargo de maior importância na República, o segundo depois do presidente como ela já reiterou em alguma falas, Dilma se pronunciou a favor da legalização do aborto em qualquer fase da gestação. Em uma entrevista à revista Marie Claire e a editores da Revista Isto É  podemos encontrar a opinião da candidata favorável ao aborto. O discurso mudou quando líderes cristãos alertaram sobre os riscos de se votar na candidata Petista.

Foram muitas as orientações, confira as de maior repercussão:

Pastor Pirangine lançou um vídeo na internet no qual apresenta seu posicionamento contra a ideologia Petista entre outras favorável ao aborto. O Vídeo já está com quase três milhões de visualizações. 

Bispos da Regional SUL da CNBB lançaram denúncia contra o PT em carta. Esta espalhou-se rapidamente no Território Nacional. Em Fortaleza, os mais de quarenta mil participantes da Festa dos Arcanjos, dia 29 último, receberam um exemplar da missiva.

A Renovação Carismática Católica (RCC) produziu um vídeo no qual pediu aos eleitores que não votem em candidatos abortistas.

O canal Verdade e Democracia do Youtube lançou o vídeo Mãe do Brasil. A produção estabelece a relação entre o PT  e a promoção do aborto. Já teve quase 50 mil visualizações.

A Comunidade Católica Shalom de Fortaleza também se pronunciou sobre as eleições e apelou para não se votar em candidatos que defendem o aborto.

Milhares de católicos dispararam e-mail em massa orientando sobre a missão do cristão e dos católicos em se colocarem de maneira firme na defesa da vida. A escritora cearense Maria Emmir Nogueira escreveu o Luz sobre a mesa que rapidamente circulou na Rede.

O site Brasil sem Aborto disponibilizou a lista dos candidatos em todo o país que são contra o aborto, automaticamente denunciando os que são a  favor.

Diante dos apelos, cabe aos cristãos o exercício autêntico de sua fé neste dia 03 de outubro.

Recomendado para você