Ancoradouro

JMJ] gays, loucos e desesperados

55 5

Hoje me dei ao luxo de perder um pouco de tempo e ler sobre o que a imprensa noticiou aacerca dos protestos acontecidos em Madrid durante a visita do papa Bento XVI à Madrid.

Interessante como na imprensa meia dúzia de pessoas podem ter o mesmo peso do que dois milhões. Claro, se no caso as duas milhões de pessoas forem participantes de um evento católico e a meia dúzia de manifestantes.

Como não poderia deixar de ser os grupos gays marcaram presença na manifestação. Interessante que eles pedem respeito à diferença e não respeitam o diferente. Segundo li um grupo programou um beijo gay próximo de onde passaria o papa, donde proferiu a palavra de acolhida aos jovens, entre a rua Alcalá e a praça Cibeles. Não sei se isto aconteceu mas sou da opinião que  um grupo com atitudes deste naipe não pode ser levado a sério.

Disseram que a JMJ  é excludente. Mas como? Não podemos ter uma opinião sobe um comportamento humano? Se querem se beijar busquem seus espaços pois lá não terá um católico fazendo algum tipo de manifestação a exemplo do que fazem em nossas concentrações de fé.

Pelo visto surge um novo movimento, o dos gays, loucos e desesperados, uma espécie de GLD, ou coisa parecida.

Recomendado para você