Ancoradouro

Papa Francisco comenta Copa do Mundo no Twitter

O Papa Francisco ver no futebol uma possibilidade de fomentar a cultura do encontro. Neste sábado, dia 12, o pontífice escreveu em seu perfil no Twitter uma mensagem para os seguidores em 8 línguas atingindo mais de 14 milhões de pessoas.

papa francisco copa do mundo

A mensagem diz: “A Copa do Mundo fez encontrar-se pessoas de diferentes nações e religiões. Possa o desporto favorecer sempre a cultura do encontro“.

Francisco aprecia o futebol, não como é um mero apaixonado, mas como alguém que reconhece o potencial desse esporte de unir as pessoas em suas mais adversar condições. 

Antes de iniciar o mundial, o papa gravou um vídeo com uma mensagem sobre a Copa. 

Atenado com as novas tecnologias Papa Francisco gravou um vídeo-mensagem para a Copa do Mundo no Brasil.Francisco saúda organizadores, torcedores e expectadores. ” A minha esperança é que além da festa doesporte, esta Copa do Mundo possa tornar-se a festa da solidariedade entre os povos“.

" O esporte é escola da Paz", diz Papa.
” O esporte é escola da Paz”, diz Papa.

O papa ressalta que o esporte não é apenas uma forma de entretenimento mas um instrumento para comunicar valores que promovem o bem da pessoa humana e ajuda na construção de uma sociedade mais pacífica e fraterna. “Pensemos na caridade, na perseverança, na amizade, na partilha, na solidariedade. De fato, são muitos os valores e atitudes alimentados pelo futebol“,elencou Francisco.

O esporte é escola da paz. Ensina-nos a construir a Paz. Nesse sentido queria sublinhar três atitudes essenciais da prática esportiva pela Paz: a necessidade de treinar, o “jogo limpo” e a honra entre os competidores”.

Assista a íntegra da mensagem:

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=Ohpvb57LHN4[/youtube]

Papa Francisco lança projeto de educação virtual mundial para crianças através do esporte

Papa Francisco não quer resumir sua participação no Continente Digital ao Twitter. O pontífice ver na rede uma possibilidade de conexão mundial que pode favorecer à educação das crianças. 

É com este pensamento que surge o projeto ScholasOccurrents (Escolas para o encontro) que une os elementos esporte, educação e solidariedade associados à tecnologia da informação.

CEO da Telefônica encontra-se com o Papa Francisco.Foto:

CEO da Telefônica encontra-se com o Papa Francisco.
 

 Em dezembro de 2013, os altos executivos da Google, Oracle e Telefonica (incluindo o CEO do último, José Maria Alvarez Pallete ) estiveram pela primeira vez no Vaticano convocados  por Francisco“para falar sobre como eles podem colaboram para realizar tecnicamente o projeto global  Schola Occurrents”. É um projeto idealizado pelo Papa e  impulsionado através da Pontifícia Academia de Ciências da Santa Sé . Quem eo que é explicado Infobae José María del Corral , um dos diretores nomeados Papa à frente do projeto .

Em agosto de 2013, na presença do astro do futebol argentino Lionel Messi  e o italiano Gianluigi Buffon o Papa anunciou o lançamento do projeto Schola Occurrentes , nomeando como diretores Del Corral,diretor do Colégio San Martin de Tours, em Buenos Aires e seu colega argentino Enrique Palmeyro.

Papa Francisco e os jogadores Messi e Buffon 
Foto: Papa Francisco e os jogadores Messi e Buffon
“Para se ter uma cultura do encontro  é necessário  uma educação para o encontro “, diz Del Corral explicando os conceitos básicos da iniciativa. Para curar a doença mundial do desagregamento  cujos sintomas são a guerra e a violência , é preciso ” recriar uma educação diferente ; um olhar antropológico que perdemos , para recuperar os valores humanos essenciais. É preciso uma visão ampla . E todos nós temos um lugar nesta realidade educacional: médicos , policiais , artistas … O Papa chama todos “ .

Futebol, livros e lanche

Del Corral relembra as palavras do Papa Francisco às seleções de futebol da Argentina e Itália em Agosto de 2013: “Queridos jogadores , gostaria de lembrar que , especialmente com o seu comportamento , tanto no campo e fora dele, na vida, vocês se tornam  referências. (…) são um modelo , para melhor ou para pior. ( … ) Você também são artifíces  da compreensão e da paz social ( … ) . Vocês são referência para muitos jovens”.

Enrique Palmeyro , coordenador do projeto Scholas. Foto: 

Enrique Palmeyro , coordenador do projeto Scholas.
 

O coordenador também  lamentou  que o tema educacional, que estava no centro do encontro com os jogadores que encontrou com o Papa ,foi ignorado pela imprensa, que preferiu se concentrar na partida amistosa que iriam jogar em honra a Francisco.

“O Papa disse:   escolas, esportes populares e solidariedade” Explica Enrique Palmeyro ao portal  Roma Reports. “Com esses valores, com esses atletas  e com as crianças que os assistem e imitam  queremos difundir os valores e a educação. ”

Francisco explica Rail – quer unificar educação e  futebol, para incluir os milhões de crianças em todo o mundo que não estão na escola. A idéia é restaurar a tradição dos padres como Juan Bautista Lasalle , Marcelino Champagnat ou Dom Bosco. Bola , livros, lanches como educação para a cultura do encontro. 

O objetivo é conectar até mesmo as crianças que não estão na escola. O amigo do Papa lembrou que em uma viagem ao Paraguai, viu as escolas que não dispunham de conexão , mas onde os alunos tinham celular. “Estamos estudando como trazer  essas crianças  para a rede a partir de seus celulares”. 

Um projeto em 3 etapas

Futebol, Educação e Solidariedade, propõe projeto idealizado pelo Papa Francisco. 
Futebol, Educação e Solidariedade, propõe projeto idealizado pelo Papa Francisco.

O primeiro passo é conectar as escolas à rede para a troca de projetos. “Não é apenas entrar na rede, mas gerar relação, a fim de criar a sala de aula virtual “, explica ele .”Esta sala de aula global estará conectada para compartilhar experiências. ” Dai a reunião com as empresas mais importantes do mundo digital.

A segunda etapa é, portanto, a realização da sala de aula virtual onde todas as crianças, mesmo aqueles que não estão na escola podem participar.

Finalmente, em uma terceira etapa, a idéia é ir do virtual para encontros físicos , reais . Através da arte, esportes e de diferentes posições econômicas  e realidades sociais “.

Futebol para a Paz

ancoradouro - futebol - pazOccurrentes Schola não é apenas um programa, mas um movimento global do Vaticano, diz o diretor da rede . E também ecumênico. “A primeira instituição que foi conectado à rede do ORT Argentina é que é uma escola judaica “, diz Del Corral .

O movimento tem como  emblema,azeitonas. Por isso que o Papa deu um para Lionel Messi e Buffon , como um símbolo de que o futebol deve voltar a ser um lugar de encontro e promessa de paz através do aspecto de formação que este esporte ” .

Em março , coincidindo com o primeiro aniversário do Papa Francisco como não haverá outra reunião de atletas e educadores para compartilhar as primeiras experiências do projeto. Além disso, no final da Copa do Mundo no Brasil, jogadores de futebol cristãos , judeus e muçulmanos vão participar na primeira partida de futebol do mundo pela Paz organizada pela Schola Occurrentes .

Recomendado para você