Blog do Leão

Raposas, Cabaços e Tuchais

233 49

 

Apesar dos pesares, atual diretoria ainda tem a confiança do torcedor

Apesar dos pesares, atual diretoria ainda tem a confiança do torcedor

Caros tricolores, a bola parada atrai fofocas, especulações e ansiedades. No momento, temos como principal foco saber o nome do novo treinador. O torcedor que teve mais uma vez a frustração de não conseguir voltar a Série B vive numa dúvida crucial: estão trabalhando? por que o silêncio?

A diretoria de um clube do futebol cearense, e até nordestino, normalmente é composta de três seres cartoleiros que habitam a natureza futebolística: as raposas, os cabaços e os tuchais. As raposas são aqueles mais astutos, passados na casca do alho e que conhecem os atalhos e manobras para dirigir um clube de futebol, sabem como poucos conviver com a malandragem dos boleiros, principalmente quando o assunto é financeiro. Os cabaços são os empolgados novatos que viram no gol do Cassiano como seria fácil subir e deixaram se levar pela ingenuidade alimentada por falácias que desenhavam uma situação que não existia. Enfim, os tuchais, os pilares monetários do castelo, aqueles que com a caneta e o talão na mão salvam o mês, contratam o homem-gol e alavancam projetos.

Todos os três, bobinhos ou espertos, vítimas da bola. A bola que entrou aos 47 embriagando de prazer a alma de todos e que meses depois se recusou a dar um mísero beijo na rede.

De novo os erros ensinam numa espécie de ré-ré como chamam nos colégios a recuperação da recuperação. Portanto, não deixem o torcedor no vácuo. O silêncio mina o relacionamento de quem se ama. Estamos e estaremos sempre juntos, todos.

Uivem, ao menos.