Clube da Luta

Dirigente cita Fortaleza como candidata a receber a próxima edição do UFC no Brasil

562 1

Nas quatro edições realizadas no Brasil desde 2011, UFC contou com casa cheia. Foto: UFC/Divulgação

Fortaleza voltou a entrar na rota do maior evento de MMA do planeta. Quem garante é Marshall Zelaznik, diretor de desenvolvimento internacional do Ultimate Fighting Championship (UFC). O dirigente da organização confirmou mais uma edição do UFC ainda no primeiro semestre de 2013. Provavelmente em abril e maio, citou.

E a capital cearense está entre as três capitais com as quais a direção do Ultimate está negociando.

“Porto Alegre, Fortaleza, Brasilia são alguns lugares. Estamos trabalhando em quase todas as regiões. Queremos dobrar o número de eventos aqui. Temos grandes planos para o país. Temos duas ou três opções em cada cidade candidata e ainda estamos vendo”, comentou Marshall, na entrevista coletiva para o UFC São Paulo, evento que será realizado neste sábado (19), no Ginásio do Ibirapuera.

Caso seja concretizada a vinda do UFC a Fortaleza, o provável palco da noite de lutas seria a Arena Castelão, com capacidade para acolher, só nas arquibancadas, mais de 65 mil espectadores. A chegada do Ultimate ao maior palco esportivo do Estado seria um ótimo cartão de visitas ao modelo ‘Arena Multiuso’ que deseja implantar o consórcio responsável pela administração do estádio.

A cidade poderia oferecer ainda o Centro de Eventos do Estado, o Ginásio Paulo Sarasate (que já recebe eventos de MMA de médio porte) e o estádio Presidente Vargas.

BRASIL VIROU O 2° MERCADO DO UFC

Depois dos Estados Unidos, que hoje abriga a grande maioria dos eventos do UFC, o Brasil virou nos últimos dois anos o 2° maior mercado de eventos da organização. Após um longo período de ausência, o país voltou a sediar uma edição do UFC em 2011, no Rio de Janeiro. No ano seguinte, a Cidade Maravilhosa voltou a ser palco do show por mais duas vezes. Belo Horizonte também foi contemplada, com as finais do TUF Brasil, em junho. Neste sábado será a vez de São Paulo.