Clube da Luta

VÍDEO: “Oro todos os dias para lutar no UFC em Fortaleza”, revela cearense Caio Monstro

 

caio ufc

Caio vive a expectativa de disputar sua 2ª luta no UFC. Foto: UFC/Divulgação

A possibilidade real de uma edição do UFC ser realizada em Fortaleza esse ano está mexendo com a cabeça dos atletas cearenses que fazem parte da organização. Um dos mais esperançosos com chance de lutar em sua terra natal é o faixa-preta em jiu-jitsu Caio ‘Monstro’ Magalhães. Em entrevista exclusiva ao Portal Esportes O POVO, o lutador revelou que ‘ora todos dias’ para ser convocado pelo Ultimate para fazer um duelo em casa.

“Meu empresário já está negociando para eu lutar no Ceará. Queria muito. Mas se for para eu lutar em Jaraguá do Sul-SC (próxima edição confirmada para o Brasil, no dia 18 de maio) ficaria muito feliz”, comentou.

Na avaliação do lutador, a capital cearense, favorita a receber as finais da 2ª edição do TUF  Brasil, dia 8 de junho deste ano, está amadurecida o suficiente para receber o maior evento de artes marciais mistas do mundo. “Estamos precisando de um evento desse aqui no Nordeste. Nossa cidade está bem estruturada. Acho que vai ser uma oportunidade maior que podemos ter, para que nossos atletas possam se destacar. Vai ser como uma Copa do Mundo, que por onde passa a cidade nunca mais é a mesma”, analisou.

ESPERANÇA DE UM ANO MELHOR

Recuperado de uma lesão no quadril, que o forçou a deixar o card do UFC São Paulo, em janeiro desse ano, Caio diz estar treinando forte há duas semanas. “Quero voltar fortalecido dessa vez. Que em 2013 eu tire o atraso que eu tive 2012. Será meu ano”, projetou. Logo que seu retorno no octógono for confirmado, o lutador discutirá com seu manager, Dedé Pederneiras, o local onde fará sua preparação.

“Pode ser que eu viaje ficar um tempo nos Estados Unidos. Posso fazer lá e aqui. Onde eu tiver, vou dar meu sangue chegar bem treinado na minha próxima luta”, diz o atleta, que tem um combate realizado pelo UFC, em junho do ano passado, quando acabou derrotado por Buddy Roberts, na decisão unânime dos juízes.

Confira a entrevista na íntegra:

[youtube]http://youtu.be/og5LshOCWuo[/youtube]