Clube da Luta

Repercussão do UFC Uberlândia: Caio Monstro se destaca e Shogun decepciona

Caio conectou golpes duros no americano. Foto: Divulgação Alexandre Loureiro / Inovafoto / UFC

Caio conectou golpes duros no americano. Foto: Divulgação Alexandre Loureiro / Inovafoto / UFC

Um dos pontos altos do Ultimate Fighting Championship (UFC) realizado na cidade de Uberlândia, Minais Gerais, no último sábado, 8, certamente foi o nocaute avassalador aplicado pelo cearense Caio “Monstro” Magalhães. Ele precisou de apenas 31 segundos para terminar o combate contra o americano Trevor Smith para delírio do público presente no ginásio Sabiazinho. Esse é o segundo nocaute relâmpago consecutivo que o atleta da Dragon Fight/Nova União alcança. Em abril, o lutador venceu Luke Zachrich com apenas 44 segundos de confronto.

“Fiz treinamento de 12 semanas com o Glover Teixeira. A gente vem se preparando muito, junto com Dedé Pederneiras e o meu professor Guilherme Santos. Eu disse para meus professores que ia acabar essa luta antes do terceiro round, e aconteceu. Estou muito feliz”, disse Caio após o duelo.

+ Hora da reação: Fabrício Werdum pode começar retomada brasileira no UFC

A grande decepção da noite ficou por conta de Maurício Shogun. Depois de decepcionar os fãs em março, quando fez a luta principal do UFC em Natal e perdeu para Dan Henderson, o curitibano voltou a amargar o sabor da derrota. Porém, dessa vez o vexame foi ainda maior. O brasileiro acabou nocauteado por Ovince Saint Preux em 34 segundos do primeiro round. O revés marca o péssimo momento da carreira de Shogun, que já foi campeão do Ultimate e do extinto Pride (evento japonês) na categoria do peso meio-pesado (até 93 kg). Nas últimas nove lutas, ele perdeu seis.

Momento em que St. Preux castigava Shogun. Foto: UFC/Divulgação

Momento em que St. Preux castigava Shogun. Foto: UFC/Divulgação

“Eu estava muito bem treinado e me sinto na obrigação de fazer o meu melhor. Lutar nessa categoria é assim mesmo. Ele foi feliz e acertou o golpe. Agora é hora de voltar para casa e ficar com a minha família”, falou o curitibano. Shogun não teve tempo nem de mostrar sua técnica no muay thai, arte marcial na qual é especialista. O brasileiro caminhou para frente buscando uma sequencia de socos e terminou nocauteado. “Ele veio agressivo, com socos muito abertos. Quando ele fez isso, andei para trás e consegui acertar o queixo dele”, explicou St. Preux.

+ Confira os resultados do UFC Uberlândia: Shogun x St. Preux; Warlley Alves vence duelo equilibrado

Além de Caio Monstro, os brasileiros Leandro Buscapé e Thomas Almeidas também se destacaram. O primeiro finalizou Charlie Brenneman no round inicial, enquanto o segundo fez a melhor luta da noite e venceu Tim Gorman. Tanto Buscapé, quanto Thomas, receberam o prêmio de US$ 50 mil por suas performances.

Apesar de Shogun ter perdido na luta principal, o Brasil terminou com saldo positivo no evento. Dos 10 brasileiros que lutaram no card, sete saíram com a vitória. Em sua primeira passagem pela cidade mineira, o UFC reuniu 5.671 pessoas no ginásio Sabiazinho.

Resultados do UFC: Shogun x St. Preux
8 de novembro de 2014, em Uberlândia (MG)
CARD PRINCIPAL
Peso-meio-pesado: Maurício Shogun x Ovince St. Preux – St. Preux venceu por nocaute no primeiro round
Peso-meio-médio: Warlley Alves x Alan Jouban – Alves venceu por decisão unânime
Peso-meio-médio: Cláudio Hannibal x Leon Edwards – Hannibal venceu por decisão dividida
Peso-palha: Juliana Lima x Nina Ansaroff – Lima venceu por decisão unânime
Peso-meio-médio: Dhiego Lima x Jorge Oliveira – Dhiego venceu por decisão unânime
CARD PRELIMINAR
Peso-pena: Diego Rivas x Rodolfo Rubio – Rivas venceu por decisão unânime
Peso-médio: Caio Monstro x Trevor Smith – Monstro venceu por nocaute no primeiro round
Peso-leve: Leandro Buscapé x Charlie Brenneman – Buscapé venceu por finalização no primeiro round
Peso-galo: Thomas Almeida x Tim Gorman – Almeida venceu por decisão unânime
Peso-meio-médio: Wagnão Silva x Colby Covington – Covington venceu por finalização no terceiro round

Recomendado para você