Educação

Por um país de crianças e livros

Em 2009, foram editados no Brasil, aproximadamente, 390 milhões de livros. Destes, 29 milhões eram de literatura infantil e 27 milhões de juvenil. Os didáticos atingiram 185 milhões.

“Podemos facilmente deduzir que os jovens são os destinatários mais visados”, afirma Marta Morais da Costa, doutora em literatura brasileira. A literatura infantil nasceu com a obra do francês Charles Perrault, em Contos de Mamãe Gansa (1697).

“Eles tinham versos direcionados aos jovens, a quem queriam convencer a comportar-se de modo adequado. Mas, na atualidade, a visita a uma livraria é regada a livros dos mais diferentes e, por vezes, esdrúxulos formatos: cores, títulos e formas têm o mesmo apelo das embalagens de biscoitos. A tecnologia criou o livro digital em que as imagens são interativas e o texto fica em segundo plano”, avalia.

Fonte: Gazeta do Povo (PR)