ID

Emocionante: avó presenteia netos com almofadas feitas das camisas preferidas do avô falecido

Após a perda de um ente querido, fica a memória. A lembrança fica impressa na fotografia, nos cheiros e no labirinto infindável da consciência. Era assim também para Jocelyn Hernandez e seus primos, que guardavam na cabeça e bem perto, no peito, a memória do abuelito, o avô, falecido há um ano. A avó, porém, foi além. Preocupada em deixar para a família algo com que pudessem lembrar o avô, escolheu as camisas mais usadas por ele, transformou em capas para almofadas e presenteou os netos. 

O gesto emocionante foi compartilhado por Jocelyn em sua conta pessoal no Twitter e logo comoveu a internet. Com padrão quadriculado, a abuelita moldou e costurou a camisa do marido em um pequeno travesseiro. Também bordou no regalo uma mensagem: “Esta é uma camisa que eu costumava usar. Toda vez que você a segurar, eu estou aqui. Com amor, seu avô”. 

https://twitter.com/Jocelynphg/status/1147378850617286656

 

A neta recuperou uma foto em que o abuelito utilizava justamente a camisa utilizada para a almofada com que foi presenteada. E foi seguida da irmã, Samantha, que recebeu o travesseiro com outra camisa, mesma mensagem e igual amor. “Assim o recordarei, sorridente e feliz!”, escreveu em sua conta do Twitter ao compartilhar o regalo ao lado da foto do avô.

https://twitter.com/samanthahg/status/1147622304563826689

 

Avós do mundo todo

Os usuários reagiram à história com uma chuva de mensagens positivas, muitos recordando os avós que já faleceram. Na postagem original, o tweet contava, até o fechamento desta matéria, mais de 51 mil retweets e quase 300 mil likes. E, surpreendemente, Jocelyn recebeu como resposta gestos semelhantes de avós em todo mundo – costurando adereços e até mesmo almofadas com roupas que pertenceram a seus falecidos maridos.

https://twitter.com/AndreeUrueta/status/1147614489359060992

 

Enquanto o gesto da avô corria o mundo, Jocelyn e a irmã responderam a muitos casos semelhantes, retwetaram as mensagens, agradeceram as missivas. Depois, certamente puderam deitar a cabeça ainda mais próxima da memória do abuelito.

Recomendado para você