Blog do Jocélio Leal

Enel Brasil tem novo comando

901 1

Nicola Cotugno, do Chile para o Brasil. Nos anos 1990, a então Endesa (mais tarde comprada pela Enel) assumira a Compañía Chilena de Electricidad (Chilectra) (Foto: Divulgação)

Rio de Janeiro – A italiana Enel Brasil tem novo gestor. O topo do organograma agora é ocupado pelo italiano Nicola Cotugno, ex Country Manager da Enel Chile. Ele assume como Country Manager da Enel no Brasil a partir do dia 31. Sob seu comando está a Enel Distribuição Ceará, a antiga Coelce, cujos investimentos no Estado este ano chegam a R$ 102 milhões.

Nicola assume no lugar de Carlo Zorzoli,  à frente da Enel Brasil desde abril de 2016. Zorzoli voltará à Itália para assumir um novo cargo no Grupo, como Responsável Global de Desenvolvimento de Negócios na Enel Green Power.

Em tempo: após oito meses de impasse entre a Petrobras e a Enel, o Governo decidiu repassar aos consumidores o aumento do custo do gás para abastecer a usina Termofortaleza. Uma portaria publicada na edição desta segunda-feira, 1º, do Diário Oficial da União autoriza o acionamento da termelétrica por 90 dias em condições excepcionais, descritas no documento. Leia aqui

Quem é o novo CEO no Brasil

Antes de ir para a Enel Chile há cerca de dois anos, Nicola foi CEO da Slovenské elektrárne (Eslováquia), onde também atuou como Chefe de Operações e responsável pela área de Geração e Gestão de Energia.

Entre 2000 e 2007, ocupou vários cargos em Gestão de Energia e Geração na Enel na Itália e na Espanha. O executivo é formado em Engenharia Mecânica pela Universidade Sapienza de Roma (Itália) e tem especialização em Negócios pelo INSEAD (França).

O CEO que sai

Foi sob o capacete de Carlo Zorzoli que a Enel se tornou a maior empresa de energia do País, após a aquisição da Eletropaulo  este ano e da Enel Distribuição Goiás em 2017.

O número de clientes da Enel no país hoje chega a 17 milhões. Dez milhões a mais. A marca faz da companhia a maior empresa de distribuição no Brasil em número de clientes.

O comando da italiana destacou em nota o papel de Zorzoli no crescimento das energias renováveis. A Enel Green Power aumentou a capacidade hídrica com a conquista da concessão da usina hidrelétrica de Volta Grande (MG) e com o início da operação do complexo Apiacás (MT).

Em 2017, a Enel Green Power também se tornou a maior geradora de energia solar e eólica do Brasil em capacidade instalada e portfólio de projetos.

Recomendado para você