Blog do Jocélio Leal

O peso bilionário do Hapvida no Ceará Day

Bruno Cals, o diretor financeiro e de Relações com Investidores na B3 no dia 25 de abril de 2018, quando o Hapvida fez o IPO, em 2018 (Foto: Jocélio Leal)

Fortaleza – As duas mega operações anunciadas nesta terça-feira (7) por Hapvida e Arco Educação ganharam o título no mercado de “Ceará Day”. Nunca na história do Estado, duas companhias haviam realizado aquisições tão expressivas. A soma dos dois negócios chega a R$ 6,65 bilhões. O Hapvida está pagando R$ 5 bilhões na São Francisco e Arco R$1,65 bilhão no Positivo. Em comum, o fato relevante de ambas terem suas ações negociadas em Bolsa. Hapvida na B3 e Arco na Nasdaq, em Nova York. Movidas pelos bons ventos do mercado de capitais, fazem o que se esperava delas: jogadas agressivas e de impacto.
No caso do Hapvida,  a empresa cearense avança naquilo que sempre sonhou, a verticalização absoluta de suas operações. Ou seja, atendendo em rede própria, a operadora fundada pelo médico Cândido Pinheiro e comandada pelos filhos Jorge e Cândido Pinheiro Jr tem sinistralidade baixa. Deste modo, controla melhor os custos e amaina os impactos da inflação médica.

Ao Blog, o diretor-superintendente Financeiro e de Relações com Investidores, Bruno Cals, apontou um encaixa a mais na operadora São Francisco, agora em vias de ser assumida: “O modelo de negócio é muito alinhado com o nosso”. E festeja: ” Seremos a empresa mais verticalizada do mundo”.

Bruno diz que a operação é a plataforma ideal de entrada nas regiões Sudeste e Sul do País, e ampliação na Região Sul, onde Hapvida pôs apenas a ponta dos pés a estrear em Joinvinlle (SC), porque conquistou a conta da gigante  Whirlpool (dona da Brastemp e Consul), com cerca de 25 mil funcionários.

A partir de agora, com a operação de abrangência territorial continental, a operadora aposta na seguinte equação: unir a expertise operacional de protocolos, tecnologia, verticalização da Hapvida com a expertise de gestão de rede credenciada da São Francisco. “É uma complementaridade espetacular”.

A entrada do Hapvida nos mercados de Sul e Sudeste se dará em ambiente competitivo mais brando, acredita Bruno. Mirando no posicionamento nacional, a empresa anunciou no dia 30 de abril  o patrocínio do Corinthians, embora não descarte fazer o mesmo com os times cearenses na Série A.

E a exemplo da Arco Educação, o apetite também segue aberto? Bruno responde: “Em havendo boas oportunidades, estaremos de olho”.

Recomendado para você