Blog do Jocélio Leal

Hapvida tem lucro de R$ 788 milhões em 2018

2430 5

Cândido Pinheiro (ao centro), o fundador da empresa, no dia da estreia na Bolsa (Foto: Jocélio Leal)

Fortaleza – O lucro líquido do Hapvida atingiu R$ 788,3 milhões em 2018, um aumento de 21,2% sobre o ano anterior, com uma margem líquida de 17,2%, um ligeiro crescimento na mesma comparação. Segundo a empresa, a maior lucratividade da história do setor de saúde suplementar do País. No quarto trimestre, o lucro líquido teve um crescimento de 35,1% em comparação com o igual período em 2017, com aumento de 2,7p.p. na margem líquida. Em números absolutos, lucro líquido de  R$ 234,1 milhões.

Na semana passada o fundador o Hapvida, Cândido Pinheiro, figurou como o vigésimo mais rico do Brasil no ranking da revista Forbes, com US$ 2,3 bilhões (R$ 8,7 bilhões).
O resultado financeiro foi principalmente influenciado pelo ingresso líquido de cerca de R$ 2,5 bilhões em recursos oriundos da oferta pública primária de ações (IPO) ocorrida no segundo trimestre de 2018.
O EBITDA Ajustado atingiu R$ 990 milhões, um crescimento de 11,1% em relação a 2017.
O presidente Jorge Pinheiro destaca o menor índice geral de reclamações divulgado pela Agência Nacional de Saúde (ANS), atingindo 2,37 reclamações para cada 10 mil beneficiários. A média das cinco maiores empresas foi de 4,16 reclamações (na indústria, a média é de 2,82).

Tais resultados são frutos do controle contínuo de custos (queda de 0,3p.p. na sinistralidade ajustada no ano). Para Jorge, demonstram o quão sólido é o crescimento orgânico, a competitividade do produto e o  acerto no modelo de negócio. A empresa verticalizar ao máximo s operações.

“No início de 2018, comunicamos a estratégia de crescimento orgânico da Companhia, em linha com o crescimento histórico, e indicamos a estratégia de aquisição de empresas, com perspectivas de negócios nas regiões Norte e Nordeste ainda no ano de 2018, e em outras regiões a partir do ano seguinte”, afirmou em comunicado.

O crescimento foi de 5,9% em número de beneficiários de planos de saúde, crescimento este 4 vezes maior que os cinco maiores players da indústria ex-Hapvida, e 18,6% de crescimento em planos odontológicos.

Foram adquiridas a carteira de cerca de 25 mil clientes da empresa Uniplam, com sede em Teresina (PI) e da Free Life, também com cerca de 25 mil clientes, no Ceará. Com isso, atingiu fatia de mercado (market share)de planos médicos de 29,2% no Nordeste e 24,0% no Norte, um crescimento de 1,5p.p. e 1,7p.p., respectivamente. Em planos exclusivamente odontológicos, subiu 2,7p.p. em 2018, atingindo 25,5% de participação de mercado nas regiões Norte e Nordeste.

Prevenir para baratear

No ano passado, começaram diversos projetos estratégicos, dentre os quais  programas de medicina preventiva para acompanhamento de diabéticos, pessoas com doença renal crônica e mulheres gestantes. No setor, funciona assim. Prevenir doenças evita o atendimento hospitalar. Bem mais caro.

Este ano começa a operação do primeiro hospital em Joinville (SC). O hospital de alta complexidade, localizado em uma das principais avenidas da cidade, marca a estreia do primeiro projeto de venda de planos de assistência médica fora das regiões Norte e Nordeste.

Mais clientes

O número de beneficiários apresentou crescimento de 5,9%, levando a um aumento de 1,7p.p. e 1,5p.p. de market share da companhia nas regiões Norte e Nordeste, respectivamente, quando comparado com o quarto trimestre de 2017. Destaque para o crescimento nos Estados da Bahia, Ceará, Pernambuco e Amazonas.

O tíquete médio do segmento saúde apresentou crescimento de 12,2% em comparação com 2017. O tíquete médio é influenciado em razão do mix de vendas, pois os preços praticados são diferentes em cada praça e cada produto que a companhia atua. Nos planos coletivos, o tíquete médio também pode ser influenciado conforme o contrato.

O número de beneficiários de planos odontológicos apresentou crescimento anual de 18,6% no último trimestre nas regiões Norte e Nordeste. O market share atingiu 25,5%, com crescimento de 2,7p.p. em relação ao mesmo período do ano anterior.

O Hapvida oferece os planos odontológicos a todos os clientes corporativos que já possuem planos de saúde contratados. Isto explica por qual razão o Norte e Nordeste têm maior peso na carteira do Hapvida.

 

Recomendado para você

5 Comentários

  • Giselda Pereira de Queiroz disse:

    Parabéns ao Hapvida, merecedor disto e de muito mais, tiro o meu chapéu para vocês. Excelente Plano de Saúde, está colocando muitos no bolso. Sou uma grande propagandista de vocês. Estou muito feliz em fazer parte desta grande familia Hapvida. Só tenho elogios para vocês. Todas as vezes que preciso sou muito bem atendida em todos os aspectos. Vocês crescendo, nós também crescemos com vocês. Que Deus os ilumine cada vez mais com a simplicidade e a Fé em Deus. Sem mais, uma abraço. Giselda Pereira de Queiroz- Olinda/PE.

  • Ianne Lima disse:

    Deviam era baixar o preço estou pagando muito caro,e não presta.

  • Gilderlândia Almeida disse:

    Com todo esse lucro que o Hapvida teve no de 2018…..Eles não pagaram um reembolso referente a uma cirurgia que minha mãe teve que fazer com urgência……O valor referente a esse procedimento pra eles não faz diferença nenhuma mais para minha faz sim…..

  • Cassio de Castro Pereira disse:

    O difícil é fazer uma ressonância magnética nesse plano, horrível. Amil é bem melhor, porém, um pouco mais caro.

  • Camilla disse:

    Claro que tem q subir mesmo, se além de pagarmos a fatura mensal pagamos por todos os exames, isso e um absurdo, e deixa muito a desejar.

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *