Meu Negócio

Retorno sobre investimento: entenda em quanto tempo sua empresa dará lucro

Imagem mostra uma calculadora ao lado de uma série de papéis. Ilustra a prática de investimento.

Foto: Thongchai Tokvamroo/Pixabay

Nem sempre o investimento retorna quando se espera. Conheça os motivos para a demora e como reconhecer a saúde financeira da empresa

Montar uma empresa e esperar que ela dê retorno de forma satisfatória é o sonho de todo empreendedor. Alguns retornos financeiros vêm com mais facilidade e até mais rápido do que outros. Há, também, quem abra um negócio, mas precisa fechá-lo com poucos meses de funcionamento por não ter conseguido pagar as contas. Esse fenômeno muitas vezes está associado à organização interna e a busca pelo equilíbrio entre o que entra e o que sai.

No começo de cada negócio, é importante que a empresa procure se sustentar. Empresas que precisam de injeções constantes de dinheiro podem dar sinais de que não terão uma vida longa pela frente. “Cabe ao empreendedor trabalhar para que essas situações sejam exceção. Toda empresa deve visar o lucro e sua sustentabilidade. O lucro cresce quando você vende mais ou gasta menos. Pagar as contas em dia também ajuda a compor o lucro, pois contas atrasadas geram juros”, explica o administrador Jonny César*.

Formas de contribuir com o lucro podem ser baratear fornecedores ou combinar prazos maiores de pagamento com eles. Em relação às vendas, uma dica é aumentar o tamanho da venda, o que os profissionais chamam de “tíquete médio”.

Para Jonny César, o tempo é o principal bem que alguém pode investir em uma empresa. “Tempo para fazer o modelo de negócios, o plano de negócios e estudar o mercado, além de também calcular de forma adequada qual o capital inicial, que é o recurso financeiro necessário para abrir o negócio.”

A análise é fundamental, pois, com ela, se pode fazer investimentos certeiros e evitar adquirir prejuízos antes mesmo do seu negócio começar a funcionar. Outra sugestão importante é colocar na ponta do lápis os gastos e despesas iniciais antes da empresa entrar em funcionamento. “Tem que ser algo do tipo ‘para abrir o negócio vou precisar de R$ 50 mil de capital inicial, e, depois disso, preciso de R$ 7,5 mil para arcar com as despesas do mês’. Com essas informações o empreendedor já pode organizar de forma mais adequada sua necessidade de financiamentos”, orienta Jonny.

Onde encontrar investimento

Se engana quem acha que apenas bancos fazem empréstimos e financiamentos. Hoje, já existem empresas financeiras de cunho tecnológico que fazem toda a análise financeira online e de forma remota. Além disso, foi regulado no Brasil o funcionamento das Empresas Simples de Crédito (ESC), empreendimentos oficializados para realizar essas transações. Como as opções são muitas, cabe ao empreendedor analisar cada uma, comparar taxas de juros e condições e escolher o modelo que melhor se adeque a sua realidade.

Em quanto tempo vem o retorno do investimento?

Para calcular em quanto tempo teríamos um retorno de investimento, Jonny César traz uma fórmula simples. “Se no plano de negócios diz que a expectativa de faturamento mensal é de R$ 10 mil, por exemplo, e meu gasto é R$ 7,5 mil, o que terei de ganho será R$ 2,5 mil ao mês. Façamos R$ 10 mil menos R$ 7,5 mil nas despesas mensais. Sendo assim, em quanto tempo terei meu retorno? Dividindo o investimento inicial, que estipulamos R$ 50 mil, pela estimativa de ganho mensal, temos: R$ 50 mil dividido por R$ 2,5 mil por mês, dá 20 meses. Ou seja, 20 meses será o tempo necessário para eu recuperar o investimento que fiz no meu negócio”.

Outra ferramenta para acompanhar a saúde financeira do negócio é o “Retorno Sobre Investimento”, ROI na sigla em inglês. O indicador apresenta ao empreendedor se dado investimento trouxe os resultados esperados. A partir do uso do ROI, o gestor consegue ter um parâmetro sobre diferentes etapas de investimento na empresa.

*Jonny César é articulador do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Estado do Ceará (Sebrae/CE)

SAIBA MAIS SOBRE RETORNO SOBRE INVESTIMENTO
GUIA DE FINANÇAS PARA NEGÓCIOS
GUIA DE FINANÇAS PESSOAIS
GUIA DE GESTÃO DE PREÇOS

Recomendado para você