Ancoradouro

A paz e o amor de Woodstock são diferentes

Alguns jovens organizaram há quarenta anos um festival, numa cidadizinha a 150 km de Nova York. Uma verdadeira multidão, além do esperado, povoaram Bethel naqueles dias de evento.O mundo testemunhou um dos festivais mais marcantes da história da humanidade,Woodstock.

A década de 60 foi palco  da disseminação da contracultura. Podemos dizer que Woodstock foi o embaixador dessa ideologia.  O lema daquele evento até hoje se ouve falar e já foi incorporado a uma espécie de saudação, “paz e amor”. O que poucos sabem é o significado desse binômio no contexto de Woodstock.

A paz e o amor de Woodstock nada tem a ver com a Paz e o Amor compreendido no sentido cristão. O Pé de galinha, símbolo da paz do festival explica muito bem seu significado. Em  tal símbolo a cruz, símbolo categórico do cristianismo é colocado emforma inversa e com suas hastes quebradas.

A paz de Woodstock é uma paz sem Cristo, coisa impossível de conceber para os cristãos, pois para nós a paz é uma pessoa, Cristo, como ensina o Apóstolo Paulo ao escrever aos Efésios. O uso livre de drogas e a rejeição à autoridade foram bandeiras erguidas pela população de Bethel nos dias de Festival. Pareciam os antítodos contra os males da humanidade.

O amor em Woodstock é diametralmente oposto ao significado da palavra entendida no sentido cristão. Enquanto para estes seus significados aponta para a doação plena de si e a exigência primordial de perfeição de vida para aqueles amor é sexo e, sexo livre.

Foi então que começou uma forte campanha de  vivência libertina da sexualidade. Tudo pode, não existe mais limites para o amor, entenda-se, sexo.O homossexualismo ganha força  e começa ali os primeiros passos da cultura gay que hoje pretende se impor como absoluta.

O resultado de toda essa manifestação nós o vemos hoje, uma sociedade  que tendo destruído as colunas da moral e da ética judaico-cristã assite ruir o teto da civilização sobre si mesma. Vemos um mundo cada vez mais marcado pela ignomínia e pela miséria perdido em seu hedonismo e relativismo exarcebados.

Drogas, sexo e Rock n Roll não responderam  à demanda real de mudança existente naquele período. À opção da geração quarenta e poucos anos, a  vinte e poucos anos sofre as consequências. Somos assim numa grande maioria uma juventude apática, indiferente ao bem e ao mal. Resiste escolher, não quer se comprometer, apela sempre para o mais fácil.

Somente ao retornar para a Paz e para  o Amor em seus sentidos originários é que podemos sanar a lacuna deixada pela influência de Woodstock.

Recomendado para você

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

14 − 14 =