Ancoradouro

O mundo se rende aos valores perenes

Embora o ensinamento da Igreja Católica seja criticado, o mundo acaba reconhecendo valores e princípios que tem sua origem no Evangelho. É  a força da Verdade que se impõe em um mundo marcado pelo pecado.

Recentemente uma notícia estampou as manchetes de muitos portais. “Abstinência antes do casamento melhora vida sexual”,dizia o estudo americano. A castidade como sabemos é um valor na pregação da Igreja. Outra pesquisa aponta que pessoas religiosas são mais felizes.

E o que dizer do marketing da felicidade? São diversos os estabelecimentos que associam sua marca a uma realização perene, algo que vai além da mera satisfação pelo consumo de algum bem. Até bancos de demonstram preocupados com o consumismo pelo consumismo.

A sociedade por mais resistente que aparente ser acerca de Deus e dos valores perenes se rende à força destas virtudes que inabitam no interior de cada homem. Deste modo a Igreja se apresenta como um porto seguro, um Ancoradouro aos navegantes das águas revoltas que se cansam de uma vida de ilusão.

Nenhum comentário

  • Lauro disse:

    Faltou citar que a pesquisa sobre sexualidade foi realizada através de uma universidade financiada pela Igreja Mórmon, o que é no mínimo suspeita, além de ser desfocada de nossa própria realidade…
    O interessante antes de comentar esses assuntos é que o blogueiro verifique as fontes, e não que as adapte de acordo com suas percepções, pois em se tratando de sexualidade humana, existem muitas contradições.
    Caso acredite em toda pesquisa sobre sexualidade, eu poderia citar esta, disponível no site storyid=5660
    Com o título “Estudo investiga relação entre pornografia, religião e crimes sexuais”, em determinado momento ela afirma que “Ao contrário do que se pensa, a exposição a pornografia não parece estar associada a ocorrência de crimes sexuais. A educação religiosa repressora, por sua vez, parece gerar uma predisposição maior a este tipo de crime.”
    A defesa do cristianismo como a única religião com valores não é necessariamente correta, pois ela não é a religião da maioria das pessoas do planeta…

  • Júnior disse:

    Esses fatos se observam não somente com relação aos casos citados pelo Vanderlúcio, mas também àqueles que dizem respeito à prevenção da AIDS, por exemplo.
    A castidade e abstinência tem se mostrado muito mais eficazes em Uganda que a distribuição massiva de preservativos. A notícia, infelizmente, não foi tão amplamente divulgada; existem interesses por trás daquilo que a mídia quer nos fazer crer que é a nossa realidade.

  • whermeson bezerra disse:

    O mundo se rende a muitos valores cristãos mas utilizam esses valores com outros termos, por exemplo: o livro O Segredo tem um capítulo específico utilizando as palavras de Cristo e o livro é vendido como se fosse o detentor do segredo para o desenvolvimento das pessoas; outras pesquisas falam da importância do perdão entre as pessoas, e o perdão é bastante falado no Novo Testamento. Talvez fosse intenção de C. S. Lewis, o livro Crônicas de Nárnia é uma parábola da Bíblia, principalmente nas histórias O Sobrinho do Mágico (Gênesis), O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa (os evangelhos), A Última Batalha (Apocalipse).

  • Bonillo disse:

    Lauro,peça coisas possíveis ao Vanderlúcio.

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

catorze − 2 =